4 dicas para o médico declarar o seu imposto de renda

Fazer a declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física para a Receita Federal pode ser um verdadeiro desafio para muitas pessoas, já que se trata de um processo complexo e passível de erros. Por isso, é essencial que você, médico, saiba como cumprir essa tarefa com facilidade para não acontecer imprevistos no futuro.

Neste artigo vamos apresentar quais são as principais práticas que auxiliam a simplificar a sua declaração do imposto de renda. Continue acompanhando!

4 dicas para o médico declarar o seu imposto de renda

Os profissionais da saúde que devem declarar o seu imposto de renda são os considerados como Pessoa Física, sendo os cargos mais comuns o trabalhador autônomo e médico que atua em sua própria clínica. Essas pessoas devem estar atentas ao prazo máximo de envio da declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física deste ano: 30 de abril de 2019.

Organize com antecedência o que deve ser declarado

Organizar com antecedência o que será declarado é fundamental para garantir que esse processo seja mais simples. Para isso, comece a se preparar alguns meses antes, separando os documentos que serão declarados, como os comprovantes de pagamento e recebimento para os planos de saúde, contabilidade, empregadores, possíveis sócios, entre outros.

Os médicos que atendem pacientes particulares precisam incluir o CPF de cada paciente atendido, para que no momento que eles declararem as despesas com consultas, a Receita Federal receba a mesma informação de ambos.

Outra maneira de se organizar é preenchendo as fichas de identificação que estão disponíveis para download no site da Receita Federal. Essas fichas devem conter informações, como código da natureza da ocupação – sendo 11 para pessoas que atuam como autônomo ou profissional liberal, e 12 para aqueles que são proprietários de empresas -, o código referente a Ocupação Principal – 225 para médicos e o código 226 para dentistas – e o número do Registro Profissional.

Utilize o Simulador da Receita Federal

Se você deseja conferir quanto deverá pagar para a Receita Federal ou quanto será restituído, utilize o simulador da Receita Federal. Com essa ferramenta, o médico pode simplificar o processo de declaração do seu imposto de renda.

Esteja atento a possíveis erros

No momento de declarar o seu imposto de renda, esteja atento a evitar erros comuns que podem prejudicá-lo no futuro. Entre esses erros estão valores e informações digitadas incorretamente, omissão de rendimentos, entre outros.

Em caso de erros na declaração, é necessário corrigi-los por meio de uma declaração retificadora, a qual deve ser enviada o quanto antes para que você não sofra nenhuma penalidade da Receita Federal.

Saiba quais itens podem ser deduzidos

Existem alguns itens que podem ser deduzidos da declaração de imposto de renda dos médicos, como pagamentos feitos para o conselho de classe, despesas com a divulgação e propaganda da clínica, gastos com material de escritório, entre outros. Verifique qual desses itens se aplica para a sua condição e simplifique a sua declaração de renda.

Como você, médico, faz a sua declaração de imposto de renda? Deixe a sua resposta nos comentários. Não se esqueça de estar atento ao prazo!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *