Skip to main content
A indústria 4.0 e a saúde

A indústria 4.0 e a saúde

A indústria 4.0, comumente conhecida como a quarta revolução industrial, traz uma nova lógica de produção que deu início a um processo de digitalização em empresas de todos os tipos, incluindo as que atuam na área da saúde.

Acompanhe a leitura, conheça um pouco mais sobre a indústria 4.0 e confira os seus efeitos na área da saúde!

A revolução tecnológica

A quarta revolução industrial (indústria 4.0) tem levado, cada vez mais, a tecnologia para o dia a dia das empresas – automatizando e digitalizando os processos com o intuito de facilitar e agilizar as tarefas diárias dos funcionários nas mais diversas funções e segmentos.

Especificamente na área da saúde, os efeitos da indústria 4.0 têm chegado de forma gradativa e agradado os prestadores de serviços, seus funcionários e seus clientes.

Uma das principais mudanças é na área laboratorial, em que novas máquinas se conectam e compartilham informações. Assim, os processos passaram a ser automatizados e, otimizando consideravelmente o tempo dos profissionais.

Com essas novas máquinas, surgiram novos laboratórios que disponibilizam em um único estabelecimento todos os tipos de exames, garantindo mais conforto e rapidez para os pacientes e para as clínicas que solicitam esses exames. Estas novas máquinas estão interconectadas e trocam comandos entre si, organizando o envio do material biológico para o equipamento correto e gerando resultados mais precisos em menos tempo.

Integração e otimização de processos

Uma das palavras que comandam a indústria 4.0 é a integração, seja de informação, processos ou serviços prestados. Ter todos os segmentos de uma empresa interligados é uma tendência mundial, e as prestadoras de serviços médicos têm se adequado à essa realidade atual.

Neste sentindo, muitas clínicas buscam integrar todos os setores de seu estabelecimento com o objetivo de otimizar os processos, gerir melhor sua equipe e garantir um resultado mais satisfatório, com uma análise de dados mais precisa.

Para que isso fosse possível, estas clínicas mergulharam no mundo virtual e se adaptaram à realidade da era digital em que vivemos – utilizando, por exemplo, softwares de gestão médica, que ajudam na automação e digitalização dos processos.

Caminhando conjuntamente com a indústria 4.0, as prestadoras de serviços médicos passam, cada vez mais, a se digitalizarem e buscarem novas ferramentas e máquinas inovadoras. Assim, elas passam a se adequar às novas necessidades e demandas do público.

E sua clínica está se adaptando à essa nova realidade? Seu gestor está com dificuldades para se acompanhar os avanços tecnológicos? Conte-nos sua experiência através dos nossos canais de comunicação.

O MedPlus está sempre antenado nas novidades da área médica, conte sempre com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *