5 principais problemas de gestão em clínicas médicas

Ter dificuldades na gestão médica é absolutamente normal! Em qualquer tipo de negócio se leva um tempo até que o gestor se adapte ao meio empresarial e consiga desenvolver as atividades com mais destreza e consiga solucionar os problemas de gestão. 

Contudo, na área médica, também pesa o fato de a maioria das faculdades de medicina não oferecerem disciplinas de empreendedorismo e administração em suas grades curriculares. Isso faz com que o profissional tenha que buscar uma formação complementar, caso deseje empreender e ter a sua própria clínica ou consultório.

Porém, não se preocupe! Não existem problemas de gestão médica que não tenham soluções. Muito pelo contrário, com o uso de recursos tecnológicos, boa parte dos problemas são facilmente solucionados.

Veja a seguir os 5 principais problemas de gestão em clínicas médicas e como corrigí-los. Acompanhe!

1. Misturar finanças pessoais com finanças da clínica

É comum que alguns médicos tirem dinheiro do caixa da clínica para pagar despesas pessoais, como a conta de energia da sua casa ou algum produto que tenha adquirido em uma loja. Entretanto, isso não pode ser feito! Por isso, o ideal é que se tenha um software de gestão para a clínica e que o gestor defina um salário mensal para que as suas contas particulares sejam pagas.

2. Não investir em marketing

Como diz um velho ditado, “quem não é visto, não é lembrado”. É por isso que você precisa investir em marketing médico para ser reconhecido pelas pessoas e atrair pacientes.

Afinal, sabemos que o Conselho Federal de Medicina (CFM) impõe regras para a publicidade, mas existem diversas ações que podem ser feitas sem ferir o código de ética. E as dificuldades no marketing deixam de existir se você seguir todas as diretrizes que são impostas.

3. Manter os prontuários desorganizados

Deixar os prontuários guardados em grandes fichários, que ocupam muito espaço no consultório, é coisa do passado! Atualmente existem meios muito mais eficientes e seguros de organizar os documentos com informações dos pacientes.

Usando sistemas de prontuário com armazenamento em nuvem, você conseguirá organizar bem os prontuários e acessá-los em qualquer local em que estiver.

4. Não ter um atendimento com foco no paciente

É importante que o atendimento em sua clínica seja sempre focado no paciente. Para isso, todos os profissionais, como secretárias e enfermeiros, precisam ser treinados.

A ideia é que as pessoas sejam muito bem atendidas, a ponto de se tornarem promotoras do seu negócio. Caso contrário, elas poderão falar mal da clínica e manchar a sua reputação.

5. Não ter um software de gestão

Para fazer o agendamento das consultas, controlar os materiais e medicamentos disponíveis no estoque, ter um cadastro completo dos pacientes, entre outras ações, ter um software médico é fundamental.

Diante disso, as dificuldades na gestão médica são muito maiores quando as atividades são feitas de forma manual, uma vez que se torna complicado manter o controle de tudo na ponta do lápis.

Essas são alguns dos principais problemas e dificuldades na gestão médica que os empreendedores da medicina costumam enfrentar. Para ter sucesso, é importante se livrar dessas barreiras e a tecnologia está aí para ajudar!

Continue aprendendo em nosso artigo que mostra como controlar custos em sua gestão de clínica.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *