Redes Sociais para Médicos: confira as melhores práticas e utilize esse recurso a seu favor

Redes Sociais para Médicos: confira as melhores práticas e utilize esse recurso a seu favor

Para muitos profissionais da saúde, as redes sociais são um terreno incerto. A falta de tempo, o receio de explorá-las e as inúmeras regras do Conselho Federal de Medicina podem ser obstáculos que levam o profissional a não criar um perfil nessas redes. Entretanto, vale lembrar que, para acompanhar as preferências dos pacientes e as tendências do mercado, é imprescindível que a clínica faça uma imersão no mundo digital.

Nesse artigo trazemos não só a importância das redes sociais na divulgação e consolidação da sua marca, mas também práticas para utilizá-las a seu favor. Confira!

Por que criar um perfil profissional nas redes sociais?

Segundo dados da Digital Future in Focus de 2015, os brasileiros passam, em média, 60% de tempo a mais nas redes sociais do que os usuários do resto do mundo. Isso significa que a maior parte do seu público com certeza está on-line.

Já falamos aqui sobre a importância de se ter um blog e um site médico para compartilhar informações e conteúdos relevantes sobre a sua área de atuação. As redes sociais são um complemento a essa estratégia de marketing, pois por estas plataformas você pode promover e compartilhar conteúdos relevantes, aumentando sua visibilidade e fortalecendo-se como um especialista da área.

Além disso, você pode utiliza-las para criar um vínculo maior com o paciente e manter-se em contato com diversos profissionais da saúde, ampliando sua rede profissional e adquirindo novos conhecimentos e experiências.

Atualmente, todas as empresas investem em comunicação no meio digital, por ele ser mais focado, viável e barato – possibilitando o direcionamento de campanhas diretamente ao público-alvo de sua clínica, permitindo saber se o público visualizou e interagiu com sua campanha e qual foi a taxa de conversão. Estar a par dessas informações permite saber quais as estratégias de marketing estão dando certo e quais precisarão ser repensadas, garantindo economia e eficiência na publicidade da sua clínica.

Quais práticas devem ser exploradas e quais devem ser evitadas?

Práticas como publicação e compartilhamento de conteúdo de relevância e de fontes confiáveis, bem como compartilhamento de informações a respeito da sua clínica são boas práticas que médicos devem explorar nas redes sociais.

Entretanto, o Conselho Federal de Medicina criou um manual de regras para publicidade médica para colocar limites e evitar abusos na comunicação e propaganda feitas pelas clínicas e consultórios. Por isso, é importante seguir esse manual e evitar práticas como: usar fotos de pacientes – sendo permitido somente em eventos e apresentações de trabalhos científicos com autorização do paciente –, fazer postagens em tons sensacionalistas com garantia de resultados positivos, anunciar sem ser especialista que trata de alguns sintomas ou doenças específicas, anunciar aparelhagem para atribuir capacidade privilegiada, usar expressões como “o melhor”, “o mais capacitado”, “resultado garantido” etc.

Além disso, também é imprescindível que médicos tenham um perfil pessoal diferente do profissional. Ainda assim, os médicos em seu perfil pessoal, como profissionais da saúde, devem seguir as regras do conselho, pois sua imagem pessoal interfere diretamente na sua imagem e reputação profissional.

Um médico que tem boas práticas no perfil pessoal, promove sua imagem e a imagem do local onde trabalha. Da mesma forma, uma clínica com boas práticas em suas redes sociais, promove sua própria imagem e a do médico. Trabalhando juntos, empresa e profissional crescem e alcançam mais pacientes.

Existem diversas redes sociais, em quais eu devo criar meu perfil?

Embora exista muitas redes sociais, existem algumas que concentram maior número de usuários, possibilitando maior quantidade de conversão. É nelas que sua clínica e seus profissionais devem criar seus perfis.

O Facebook é hoje a maior rede social do mundo, com mais de 58 milhões de visitantes mensais. No Brasil, quase 65% dos acessos diários é feito no Facebook, ultrapassando até mesmo os acessos diários dos brasileiros no Google. Por isso, é importantíssimo ter um perfil nessa rede que te dá opções de curtir, comentar compartilhar e publicar diversos tipos de conteúdo.

Além disso, outras duas redes sociais concentram grande número de usuários brasileiros: Instagram e Twitter. No primeiro, toda interação se dá por meio de fotos, em que quanto mais sua imagem chama atenção, maior a chance do usuário ler a descrição e se interessar pelos seus serviços. Já o segundo é uma rede, com limite de caracteres, conhecida pela rapidez do compartilhamento de informações e notícias – tudo o que acontece no mundo aparece primeiro no Twitter. Sua clínica pode aproveitar essa instantaneidade de compartilhamento de informações para divulgar seu blog ou site, além de poder divulgar novidades das suas outras redes.

Também é importantíssimo a presença da clínica e dos médicos no Linkedin, uma rede profissional em que você pode entrar em contatos com colegas de profissão e seguir páginas importantes e de seu interesse. O Linkedin é uma ótima rede para criar uma marca pessoal forte, contribuir com os seus conhecimentos e adquirir conhecimentos e informações de outros profissionais da saúde.

Outra rede social que não pode ser esquecida é o Whatsapp. Segundo uma pesquisa britânica feita em 2015, 87% dos médicos brasileiros usam a rede para conversar com seus pacientes. O Whatsapp pode ser utilizado para marcação de consultas e para tirar dúvidas do paciente a respeito de um tratamento, por exemplo. Entretanto, é importante ressaltar que o Conselho Federal de Medicina limita o uso dessa rede, sendo vedada sua utilização para consultas on-line.

Por fim, existem algumas novas redes sociais específicas para área da saúde, as mais conhecidas são Medicinia e Ology. O primeiro, um aplicativo de mensagens exclusivos para o relacionamento de médico e paciente, traz o benefício de separar a vida profissional e pessoal, além de proporcionar maior segurança nas informações, entre outras vantagens. Já o Ology é uma rede profissional exclusiva para médicos que oferece um sistema de colaboração de diagnósticos e plataforma de recrutamento, em um ambiente seguro para comunicação entre profissionais, além da possibilidade de se realizar conferências on-line.

As redes sociais para a área da saúde ainda não se popularizaram, mas são ótimas opções para um relacionamento mais profissional para médicos e clínicas, valendo a pena serem conferidas.

Sabemos que a insegurança diante de tantas opções é justificável, ainda mais quando as regras do conselho delimitam as ações. Entretanto, como vimos, as redes sociais são uma ótima ferramenta de divulgação da sua clínica que possibilita mais engajamento e atrai mais pacientes.

Esperamos que esse artigo tenha trazido mais segurança para você avançar e começar a explorar esse território. Conte sempre com a Medplus!

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deseja saber mais sobre as nossas soluções? Clique aqui e solicite contato de um de nossos consultores.