Como abrir seu próprio consultório médico?

Abrir um novo consultório médico é um desafio para novos médicos no início da carreira. Está nessa situação? Este passo a passo pode te ajudar.

Por Thais Geron em 05 de outubro de 2020.

Após anos de faculdade, estudos, escolha de residência e tanto foco em preparo e formação, o sonho de todo médico é conseguir atuar em sua profissão de forma plena. O mercado está sempre aberto a uma gama de oportunidades de atuação e o sonho de abrir o próprio consultório está presente na vida de muitos.

Porém, realizar esse sonho requer um bom planejamento de negócios e o desenvolvimento de uma mentalidade de gestor, além de profissional de medicina.

Portanto, antes de dar esse passo tão importante, é preciso avaliar muito bem todos os custos e necessidades para que você não abra as portas e tenha que fechar poucos meses depois.

Existem alguns custos fixos que você terá e isso precisa estar na ponta do lápis. Por exemplo:

  • O custo do aluguel do espaço (caso o imóvel não seja seu);
  • Contas fixas;
  • Taxas de regularização;
  • Impostos;
  • Emissão de notas;
  • Folha de funcionários;
  • Itens básicos para atendimento;
  • Equipamentos;
  • E mais uma porção de outros pontos que precisaram ser levantados!

Independente de ser um médico em início de carreira ou mais experiente, montamos um passo a passo simples para abrir seu próprio consultório. Acompanhe a seguir:

O segredo para abrir sua própria clínica médica é: planejamento

Assim como em qualquer modelo de negócio, você precisará fazer um planejamento completo para que seja possível ter uma visão geral sobre as suas necessidades de investimento. 

Isso fará com que você economize muito dinheiro na abertura do seu consultório, pois te ajudará a elencar quais custos serão as prioridades.

Para elaborar um bom plano de negócios, alguns tópicos precisam ser previamente estabelecidos, pois sem eles não haverá parâmetros para definir a atuação do empreendimento. 

Para novos médicos é ainda mais importante se atentar para essas questões. Afinal, por ainda estarem adquirindo experiência, muitos desses pontos ainda podem estar confusos na cabeça de quem está começando sua caminhada.

Confira o passo a passo a seguir:

Passo 1: Defina o público-alvo do seu atendimento médico

Como abrir seu próprio consultório médico? | MedPlus

Antes de mais nada, é preciso estabelecer qual público você pretende atender. Estamos falando aqui do perfil socioeconômico dos seus pacientes. Ter isso em mente ajudará a responder às seguintes questões:

  • Qual a melhor localização para o consultório?
  • Você atenderá apenas consultas particulares ou abrirá para convênios?
  • Quais os valores para as consultas particulares?
  • Quais estratégias de divulgação são mais adequadas, levando em consideração sua especialidade e o seu público?

Portanto, fica claro como definir seu público-alvo será a base que irá ajudá-lo a definir também uma série de decisões importantes para o planejamento do seu consultório médico.

Passo 2: Encontre o ponto comercial ideal para o seu consultório

Com seu público definido, é o momento de ir em busca do local ideal. O primeiro fator a ser colocado na balança é a acessibilidade. 

Baseado nos seus pacientes, escolha um local que seja prático e fácil de chegar. Sobretudo se pretende atender por convênios ou a preços mais baixos de consulta, pensando em pacientes com menos poder econômico, pois isso significa precisar escolher um local facilmente acessível por transporte público, por exemplo.

Pense também se você necessita de outras especialidades médicas ou laboratórios por perto. Para o seu tipo de negócio pode ser vantajoso estar perto de outras clínicas e hospitais. 

Com isso, você pode integrar uma rede local de serviços de saúde, o que além de vantajoso para você, é ótimo para seus pacientes, que terão na região opções para realização de exames, por exemplo.

Passo 3: Saiba quanto seu consultório médico vai custar

Saber quanto irá lhe custar o consultório inclui tudo, desde a abertura até quais serão as despesas mensais para manter seu funcionamento. 

Coloque no papel todo o valor que for investido desde o início: obras, móveis, compra de equipamentos, marketing e demais custos. Inclusive, é muito importante deixar uma margem no orçamento para imprevistos que venham a acontecer, sobretudo se você pretende reformar o espaço.

Calculada essa primeira parte, é hora de passar para a planilha que tratará dos custos fixos com: aluguel, contas, material de atendimento, salário de funcionários, entre outros. 

Diante dessas informações, você saberá exatamente quanto precisa para o capital inicial do consultório. Além disso, também terá uma previsão de quantos atendimentos precisará fazer para cobrir seus custos, considerando ainda uma margem de lucro. Assim, você já começará seu planejamento financeiro.

Se as contas não batem com o quanto você tem disponível, avalie cortes ou, então, identifique os motivos de um alto valor gasto em determinado item. Se este for mesmo necessário, tente negociar.

Passo 4: Planeje também o visual do seu consultório médico

Provavelmente o espaço que você alugou ou comprou precise receber algumas obras para se adequar à dinâmica do seu dia a dia de trabalho. Então, só depois de terminado será possível decorar. 

Caso tudo esteja pronto, você pode começar a decoração do espaço. Uma empresa de arquitetura certamente poderá te ajudar com essa tarefa (e esse serviço também precisa constar no orçamento que já falamos anteriormente).

É importante salientar que há normas sanitárias específicas para o funcionamento de serviços de saúde, como a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) nº 63, de 25 de novembro de 2011, que trata sobre o assunto em todo o território nacional. 

Além disso, há resoluções específicas nas esferas estaduais e municipais, então certifique-se de que seu projeto está de acordo com a lei.

Por fim, lembre-se de criar um ambiente que deixe todos muito confortáveis. Um consultório acolhedor é parte de uma experiência muito positiva para os seus pacientes

Aliado a um bom atendimento, isso irá construir uma ótima imagem para o seu negócio, atraindo novos pacientes e fazendo seu nome na praça. E é sobre isso que trata o próximo tópico.

Passo 5: Procure profissionais competentes para montar sua equipe

 Como abrir seu próprio consultório médico? | MedPlus

No início pode até ser que você comece as atividades sozinho, mas em pouco tempo verá que é impossível prestar um atendimento de qualidade ao seu paciente, organizar agenda, recepcionar o público, atender ao telefone, bem como realizar as diversas outras atividades que um consultório demanda, tudo por conta própria. Você irá precisar de pessoas para te ajudar.

Ao procurar colaboradores, seja criterioso na seleção de currículos, confira as referências profissionais e sempre que possível busque falar pessoalmente com os candidatos. 

Assim você poderá conhecê-los e saberá se são as pessoas que você procura para montar sua equipe. Preze por profissionais que compartilhem dos mesmos valores que você e consiga atender seus pacientes com carinho e dedicação.

Essa gestão de pessoas é um importante desafio para o médico-gestor. Caso sinta dificuldade nesse processo e ainda tenha recursos disponíveis, há empresas de RH (Recursos Humanos) que oferecem serviços de seleção de candidatos.

Passo 6: Preze pelo bom atendimento ao seu paciente

A consulta médica dificilmente é um momento agradável para o paciente, afinal estamos falando de alguém que está lidando com problemas de saúde. Portanto, seja cordial, atencioso e respeitoso com seus pacientes e instrua seus colaboradores a fazerem o mesmo, aplicando o atendimento humanizado em sua clínica.

Organização no consultório também conta muitos pontos a seu favor, por isso mantenha a agenda de consultas organizada e atualizada. Lembre-se também de entrar em contato com seus pacientes para confirmar as consultas agendadas. 

Além disso, controle bem os pagamentos e demais transações financeiras. Erros de cobranças ou no processo de pagamento são vistos como inconvenientes pelos pacientes.

De fato, são muitos detalhes que precisam ser pensados para fazer da visita ao seu consultório médico a melhor experiência possível para o seu paciente, fidelizando-o. Para isso você pode contar com softwares de gestão específicos para clínicas e consultórios médicos.

O software MedPlus, por exemplo, auxilia no agendamento de consultas, armazena as informações dos pacientes e ainda facilita o contato para agendamento e confirmação de consultas. 

Todas essas informações ficam armazenadas em um sistema na nuvem, garantindo a segurança dos dados e permitindo o acesso dos gestores e responsáveis através de qualquer dispositivo. 

O MedPlus também auxilia no controle financeiro do seu consultório, facilitando sobretudo para os gestores de primeira viagem, que ainda não possuem muita experiência com gestão financeira.

Passo 7: Divulgue seu consultório médico!

O segredo para o sucesso de um negócio está no marketing. Por isso é fundamental desenvolver estratégias de marketing, para que um número grande de pessoas conheça seu trabalho. 

Para quem está começando, as redes sociais são uma excelente opção! Com elas você pode compartilhar a rotina da clínica, produzir conteúdo para atrair novos pacientes e construir uma imagem de credibilidade.

Além disso, se for necessário investir financeiramente em posts e anúncios online, os valores nesse tipo de mídia são muito mais amigáveis ao bolso e permitem um controle estratégico de quem os receberá. Como? A partir da definição de público-alvo que citamos no começo desse post.

Outra dica é colocar seu consultório no Google Maps. Presente nesse mecanismo de busca, com certeza você atrairá ainda mais pacientes, sobretudo se estiver bem localizado, como comentado no segundo passo deste post.

Esteja pronto para o futuro

A medicina está evoluindo muito nos últimos anos. Então, além de seguir nosso passo a passo, você também deve levar em conta a tecnologia na hora de abrir um novo consultório.

Para te ajudar a ficar preparado para essa nova realidade, preparamos um eBook completo sobre o assunto. Confira:

Thais Geron

Gerente de Produto
Administradora especialista em Informática em Saúde, com 16 anos de experiência na MedPlus e na área médica.