Como reduzir custos de forma inteligente.

Por MedPlus em 17 de dezembro de 2015.

Quem está acompanhando o noticiário nos últimos meses sabe que a situação econômica do país não anda lá mil maravilhas. A instabilidade política só piora as coisas, e o futuro fica meio nebuloso para os negócios. As decisões precisam ser mais calculadas ainda, e a prudência é uma boa atitude, assim como a economia.

Em tempos como estes, cortar gastos é uma atitude comum, mas é preciso ser inteligente para não cortar de onde não se deve e piorar ainda mais as coisas. O primeiro passo é analisar todos os custos com critério e cautela, e a primeira coisa que deve ser riscada da lista são as despesas consideradas supérfluos.

Entenda supérfluo como itens que raramente são usados, mesmo que seu custo seja relativamente baixo – em um ano, por exemplo, o pouco se transforma em muito.

O que não pode ser cortado pode ser melhor aproveitado. Você já parou para pensar quanto custa uma lâmpada que não foi apagada por conta de um esquecimento? O mesmo vale para o uso da água e para o telefone.

Aliás, a tecnologia pode ajudar muito a reduzir os custos com comunicação. O SMS, o e-mail e mesmo as redes sociais podem ser alternativas para alguns tipos de contato. O sistema MedPlus possui algumas ferramentas que ajudam a gerenciar contatos, com a confirmação de consulta via SMS.

Mas não é só isso. Um software de gestão pode ajudar muito a reduzir os custos da clínica por conta de vários outros fatores, como a possibilidade de análise de pacientes faltantes as consultas, relatórios financeiros personalizados, e digitalização de tarefas que dependeriam de papel.

MedPlus