Dicas para manter um ambiente hospitalar humanizado

Por Thais Geron em 26 de abril de 2016.

Humanizar quer dizer tornar humano; é dar melhores condições para os trabalhadores de uma empresa ou utilizadores de um serviço. Quando uma pessoa está em um hospital, por exemplo, ela deve se sentir amparada e também respeitada. Já imaginou ter um problema e as pessoas ao seu redor não te darem apoio, não te ajudarem a resolvê-lo?

A palavra hospital vem do latim hospes, que significa hóspede. Por isso, quando alguém precisa utilizar um serviço para cuidar da saúde, ela deve ser bem recepcionada. Um hospital aconchegante e humanizado contribui para a melhora e bem estar do paciente. As pessoas querem ser bem cuidadas. É um direito delas. E para a empresa, manter o local humanizado é importante.

Quando falamos em humanização em hospitais, falamos também em mudanças. Mudança no atendimento, no local e até mesmo na forma de pensar de todos os envolvidos. A humanização hospitalar não é uma tarefa fácil, mas é necessária. Abaixo, seguem algumas dicas de como humanizar ambientes como hospitais, clínicas e consultórios.

Ofereça ambientes aconchegantes – Para que as pessoas se sintam como se estivessem em casa, a dica é otimizar os espaços. Os ambientes devem ser alegres, agradáveis, arejados, com tinturas claras, que proporcionem ao paciente o bem estar e passem tranquilidade.

Respeite as pessoas – Dê atenção ao paciente. É importante ouvir o que ele tem a dizer, conversar com a família e depois informa-lo sobre a equipe médica que também lhe dará apoio. Não importa se o paciente está em processo de reabilitação e/ou de cuidados clínicos, ele deve sempre ser respeitado por todos os colaboradores.

Use a empatia – Tenha capacidade de compreender o que as pessoas sentem. Ligada ao altruísmo, que significa o amor ao próximo, a empatia leva às pessoas a se ajudarem mais. Se colocar no lugar do outro é essencial para que todo o processo de atendimento seja humanizado e concluído com sucesso.

Mas humanizar, não é só dar atenção ao paciente, mas também aos colaboradores de um hospital. Tornar humano, é ver o outro (seja ele enfermeiro, médico, recepcionista ou mesmo um zelador,) como um ser humano, que ri e chora, que tem sentimentos, e acima de tudo, que merece respeito e também atenção independente de seus defeitos e qualidades.

Humanizar a equipe de um hospital pode não parecer fácil, pois todos veem o paciente de um jeito diferente. Mas com esforço e dedicação e principalmente bom senso, a visão dos profissionais vai mudando e eles tendem a enxergar nos outros pessoas iguais a eles.

Se a sua empresa já segue essas dicas, está ótimo. E as que ainda não seguem, que tal humanizar o ambiente? Nunca esquecendo, é claro, de fazer o bem sem olhar a quem.

Thais Geron

Gerente de Produto
Administradora especialista em Informática em Saúde, com 16 anos de experiência na MedPlus e na área médica.