Twitter para médicos? Como?

Por Thais Geron em 22 de março de 2017.

Quando você pensa em Twitter, certamente, a última coisa que lhe vem à cabeça é que ele é uma rede social perfeita para ser usadas por médicos, não é mesmo?

Imaginamos que você iria pensar justamente isso, porém você sabia que ele é uma das redes sociais mais utilizadas no mundo? Em alguns países, ele já consegue bater o Facebook?

Segundo o último levantamento feito em março de 2015, o Twitter já contava com mais de 302 milhões de usuários ativos em todo o mundo. Isso significa que a rede que dispõe de apenas 140 caracteres para compartilhar informações se tornou algo de peso no mercado.

Ao contrário do que você pode imaginar, se usado de forma correto, o Twitter pode ser muito bem aproveitado para as áreas de saúde, médicos e até mesmo enfermeiros.

O principal objetivo do Twitter é oferecer comunicação rápida, então diferente do Facebook, não há um filtro dos usuários, você sempre verá as novas atualizações. Basicamente, o que vai acontecer é que tudo o que for postado naquele instante pelos usuários que você segue, será mostrado em sua timeline.

Com o uso, irá perceber que tem momentos do dia que as informações são tão rápidas que você mal consegue acompanhar!

Pois bem, a MedPlus vê o Twitter como uma ferramenta muito importante e que pode ser usada para médicos, consultórios ou qualquer local que trabalhe com saúde.

Vamos te mostrar como!

 

Como o Twitter pode ser usado para a medicina?

Nós precisamos ser bastante sinceros com você. A verdade dos fatos é que, apesar de ser uma das redes sociais mais utilizadas no mundo, o Twitter não foi criada para ser usada no ramo da medicina.

O que aconteceu, foi que vendo o grande potencial de interação, aproveitamento, da forma rápida e simplificada de transmitir uma informação, muitos profissionais e até mesmo grandes redes de clínicas, aproveitaram a oportunidade para manter um canal de comunicação mais assertivo com seu público alvo.

Atualmente, podemos citar muitos exemplos de ações das quais os Twitter foi utilizado como principal canal de comunicação:

  • Avisos de epidemias de desastres naturais, onde a informação precisava viralizar de forma rápida para que a maior quantidade de pessoas do mundo soubessem do que estava ocorrendo;
  • Agências como FDA e a Anvisa, anunciam na plataforma e mandam avisos médicos com alcances mundiais;
  • Muitos profissionais da saúde já fizeram transmissões ao vivo de conferências médicas;
  • Algumas equipes médicas já utilizaram a plataforma para trocar informações com outros médicos de diferentes locais do mundo. Para tirar dúvidas e até pedir conselhos de quadros clínicos de seus pacientes;
  • Muitas doenças, principalmente, aquelas que estão em estado de epidemias tem sido acompanhadas via Twitter em tempo real, para mostrar como anda a disseminação do contágio. A mais atual, tem sido a febre amarela no Brasil;
  • Usuários comuns podem seguir médicos ou referências na medicina, com o objetivo de ficar sempre atento as informações e novidades que eles transmitem;
  • Por fim, algumas empresas já criaram campanhas para subir tags em caráter de informação para esclarecer ou até mesmo, bater papo sobre assuntos relevantes, como depressão ou ansiedade.

 

Se você curtiu essa ideias e acha que pode usar o Twitter para médicos, nós temos mais uma grande ajuda!

Criamos um passo a passo bem simples e rápido que vai te ajudar a aproveitar todos os benefícios do Twitter de uma maneira bem bacana.

 

Passo a passo do Twitter para médicos

Se você é médico ou profissional da saúde e quer começar a usar o Twitter, aproveite que poucas empresas ou profissionais ainda o fazem. Claro que, se você der uma boa pesquisa, vai encontrar muitos que já saíram na frente. No entanto, ainda dá tempo de marcar presença e fazer a diferença nesse mercado!

A primeira coisa que você precisa fazer é criar um perfil com seu nome e todas as informações de sua especialização. Se você for criar um perfil para o seu consultório, você tem que deixar isso muito claro, ok?

O próximo passo a seguir pessoas que tenham interesse em comum, ou seja, outros médicos, outras clínicas do mesmo segmento e até mesmo, profissionais liberais. Isso para que você consiga identificar quais são os assuntos em alta, do que eles estão falando e até mesmo, ficar de olho nas estratégias que tem sido utilizadas.

Avançando nesse passo a passo, comece a compartilhar conteúdos que sejam relevantes para a sua área. Não precisa necessariamente ter sido criado por você, mas se você tiver tempo para escrever artigos de sua especialidade, isso será ótimo.

Ah, atenção no compartilhamento de informação, pois você como profissional da saúde, precisa ter atenção redobrada para verificar se o que está compartilhando é verídico, tudo bem?

Seguindo, você vai perceber que com o tempo, seu perfil começará a ser seguido e muitos usuários vão se identificar com problemas dos quais você compartilhou um conteúdo ou até mesmo escreveu um artigo. Quando isso começar a acontecer, seja interativo.

Não necessariamente, você precisa seguir todos os que te seguirem. Essa é uma das vantagens do Twitter. As pessoas podem falar com você, te mencionar e você é notificado, pode responder, mas não precisa seguir. Isso te ajuda a filtrar bem o que quer ver na sua timeline. No entanto, é importante que você procure responder a todos, isso cria um canal de comunicação aberto.

Caso você passe a receber um fluxo de questões muito grande, opte por criar um conteúdo especial esclarecendo as principais dúvidas, por exemplo.

Viu como é simples utilizar Twitter para médicos?

E você, qual sua experiência com o Twitter?

Conte para nós!

Thais Geron

Gerente de Produto
Administradora especialista em Informática em Saúde, com 16 anos de experiência na MedPlus e na área médica.