Menos 30% de custos: melhore sua gestão financeira na clínica médica

Ter menos custos é essencial para manter a rentabilidade de uma clínica médica. Para isso, você precisa de uma gestão financeira que te ajude a economizar.

Por Thais Geron em 08 de dezembro de 2020.

Uma gestão financeira inteligente tem se mostrado essencial para a sobrevivência de clínicas e consultórios no Brasil inteiro. É só através desse cuidado com as finanças que um estabelecimento médico se mantém rentável, mesmo em tempos difíceis.

Isso ficou ainda mais evidente em 2020, com a pandemia do coronavírus. A crise causada pela doença reduziu o número de atendimentos, aumentou gastos, afetou profundamente a rentabilidade e fez inúmeras clínicas fecharem suas portas.

Depois disso, ficou claro: não basta ser um excelente médico e oferecer o melhor atendimento. Também é indispensável ter uma visão de negócios na sua clínica, focando em melhorar a rentabilidade e ter menos custos, para garantir a sua saúde financeira.

E é aí que entra a gestão financeira para clínicas médicas. Ela ajuda a controlar o fluxo de caixa, reconhecer riscos, buscar oportunidades e, é claro, economizar.

Através de uma gestão financeira eficiente e organizada, sua clínica pode chegar a ter 30% menos custos. Algo que certamente fará uma imensa diferença na sua lucratividade.

Quer entender como a gestão pode transformar o financeiro em sua clínica médica? Então continue com a gente e saiba mais sobre:

Os principais custos de uma clínica médica
A importância do planejamento financeiro
Como ter menos custos com uma gestão financeira eficiente

Os principais custos de uma clínica médica

Reduza em 30% os custos de sua clínica | MedPlus

Para conseguir economizar na sua clínica com uma boa gestão financeira, primeiro é preciso conhecer os seus gastos detalhadamente. Faça um levantamento dos custos envolvidos no seu trabalho médico.

Os principais gastos que você vai encontrar e que são importantes para conseguir ter menos custos na sua clínica são:

Aluguel

Caso você exercite a profissão médica em um espaço alugado, esse será um dos custos importantes da sua gestão. O aluguel costuma ser um valor fixo que deve ser pago todos os meses, então ele deve sempre estar nas contas fixas da sua gestão financeira.

Água, energia, internet e telefone

Outros gastos relevantes também tem a ver com seu espaço físico. Para você poder receber pacientes e executar sua profissão, não tem como evitar separar um pouco do seu financeiro para água e energia, não é?

Telefone também é importante, para marcar e confirmar consultas, tirar dúvidas de clientes e muito mais.

E, para completar, temos a internet. Hoje ela é indispensável para você aproveitar os benefícios de um sistema de gestão online e também para entrar em contato com seus pacientes. Isso sem falar no fato de que ter internet disponível no consultório é um diferencial para fidelizar seus pacientes.

Com exceção da internet, que tem um custo fixo, esses gastos variam de acordo com o uso. Por isso é interessante fazer uma média dos valores para organizar sua gestão financeira.

Equipe da clínica

Outra questão essencial para o funcionamento de uma clínica médica é o gasto com funcionários. Esse é um investimento focado no sucesso do seu trabalho médico, já que as pessoas que trabalham com você são centrais para que sua clínica ofereça um excelente atendimento, fidelize seus pacientes e mantenha um ambiente positivo.

O valor investido varia de acordo com o tamanho do seu estabelecimento. Um pequeno consultório pode ter apenas o médico e uma secretária. Já uma grande clínica pode ter, como colaboradores, médicos, enfermeiros, secretários, pessoas da limpeza, auxiliares, entre outros.

É importante que você separe os valores de sua folha de pagamento para estar consciente de quanto sua clínica gasta com isso todo mês.

Materiais médicos

Seja qual for sua especialidade, você certamente gastará um pouco com materiais, não é? Luvas, toucas e aventais descartáveis, seringas, ataduras, entre muitos outros materiais, são importantíssimos para o dia a dia de qualquer clínica.

Esses custos variam de acordo com o número de atendimentos e com a sua gestão de estoque. Então é essencial ter um bom controle nesse setor (como veremos mais adiante).

Manutenção de equipamentos

Todo médico possui equipamentos para realizar suas consultas, cirurgias e tratamentos. E, para que você atenda bem seus pacientes, com menos riscos e melhores resultados, esses equipamentos precisam estar sempre nas melhores condições.

Por isso, a manutenção é um custo importante para a gestão de uma clínica médica.

Materiais de impressão e de gestão

Boletos, atestados, prescrições, prontuários, guias… Sua equipe ainda imprime isso tudo? Se esse for o caso, é preciso considerar os gastos com papel e tinta! Além disso, também é necessário levar em conta os espaços para armazenamento dos documentos.

Em uma rápida análise do custo de cada impressão, esse gasto pode parecer quase insignificante. No entanto, ao colocar no papel o valor investido no decorrer do mês, você vai perceber o quanto esses materiais precisam ser considerados no seu financeiro.

A importância do planejamento financeiro

Reduza em 30% os custos de sua clínica | MedPlus

Agora que conhecemos os seus principais custos, podemos começar a falar sobre planejamento financeiro em uma clínica médica.

O planejamento é algo essencial para que você tenha menos custos. Afinal, ele prevê os gastos do ano, prepara sua clínica para imprevistos e te ajuda a economizar.

O primeiro passo para o planejamento é conhecer seu fluxo de caixa e medir as entradas e saídas do financeiro. Para isso, recomendamos o uso dos relatórios das finanças de um bom sistema de gestão para clínicas médicas.

Assim, você terá uma média de como o financeiro da sua clínica está. Então você vai estar mais preparado para prever o próximo período.

Para fazer isso, use seu sistema também para separar suas contas a receber e a pagar. Avalie todos os valores que sua clínica tem para receber nos próximos meses e compare com as dívidas que você tem a pagar (considere também os custos que discutimos no último tópico).

Por fim, avalie se você terá algum gasto grande no decorrer do ano. Isso inclui ampliações da clínica, compra de equipamentos ou até investimento em cursos para o médico ou para a equipe.

Com tudo isso na ponta do lápis (ou, preferencialmente, na tela do seu computador), você conseguirá uma ótima previsão dos próximos meses da sua gestão financeira!

Como ter menos custos com uma gestão financeira eficiente

Reduza em 30% os custos de sua clínica | MedPlus

Agora que você já conhece os principais gastos da clínica médica e sabe como planejar seu financeiro, você já vai ter menos custos! Afinal, com um controle dos gastos e um bom planejamento, você vai começar a investir mais racionalmente – o que já garante um pouco de economia. 

Mas nossas dicas não param por aí. Como já prometemos, queremos te mostrar como economizar 30% nos custos da sua clínica médica, apenas com uma boa gestão!

Se torne mais digital

O primeiro passo para economizar é migrar para o mundo digital. Com prontuário eletrônico, prescrições digitais, cadastros e documentos lançados em um sistema online, você reduz custos com papel, tinta, arquivos e materiais de gestão.

Além disso, você ganha mais eficiência e pode até economizar com colaboradores, já que o trabalho será mais fácil e rápido. Sem falar nos ganhos com a fidelização de pacientes.

Controle de estoque e compras

Agora o maior segredo de uma gestão financeira que economiza de verdade: cuidar do seu estoque de materiais médicos e outros itens da clínica.

Nós sabemos como os custos com medicações, material de higiene e itens de procedimentos hospitalares são bastante elevados, principalmente se você atende uma grande quantidade de pacientes por dia.

No entanto, se você não tiver um controle de estoque eficiente e digital, além de uma boa gestão de compras, você vai acabar gastando ainda mais, sem qualquer necessidade. Isso sem falar da quantidade de materiais e medicamentos que vão passar da data de validade e se tornar gastos inúteis.

Por outro lado, com a atenção correta ao seu estoque e uma excelente ferramenta para fazer esse controle, você consegue controlar o vencimento dos medicamentos e materiais e saber exatamente quando pode usá-los e quando deve comprar mais.

Isso também ajuda a prever as quantidades que você deve comprar, evitando a aquisição em excesso. Para isso, o sistema dará um relatório de fluxo de utilização na clínica, que deixa claro o que deve ser comprado e o que está “sobrando”.

Para conseguir isso tudo, qualquer material, medicamento ou insumo de sua clínica é atualizado automaticamente no sistema, assim que você lança a compra. Dessa forma, fica fácil evitar o desperdício ou a compra sem a necessidade.

Mas, para conseguir aplicar isso tudo e conseguir os 30% de economia de que falamos, você precisa de duas coisas. 

  1. A dedicação em manter um estoque controlado. 
  2. Um bom sistema de gestão que te ajude com esse objetivo, sem tomar muito do tempo de sua equipe e garantindo um controle realmente eficiente.

Quer ajuda para escolher o sistema certo e melhorar a eficiência e a lucratividade da sua clínica médica? Então confira nosso eBook gratuito feito especialmente para te ajudar:

Thais Geron

Gerente de Produto
Administradora especialista em Informática em Saúde, com 16 anos de experiência na MedPlus e na área médica.