Use o protetor solar em todas as estações

Por Thais Geron em 05 de maio de 2016.

Muitas pessoas não tem o costume de estar usando protetor solar todos os dias. Geralmente, utiliza-se o protetor solar somente no verão, quando os raios solares são mais fortes. Saiba que o protetor solar deve ser utilizado sempre, não só no verão, mas sim em todas as estações. Não é porque estamos no outono, com temperaturas baixas, que não é necessário passar o protetor na pele. O sol também aparece nesta estação e pode trazer danos a saúde das pessoas.

A radiação ultravioleta (UV), faz parte da luz solar, e é essencial para as pessoas, pois contribui, por exemplo, para a formação de vitamina D no organismo. Existem dois tipos de radiação ultravioleta; a do tipo a (UVA), e a do tipo b (UVB). E as pessoas devem ficar atentas quanto aos benefícios ou malefícios elas podem trazer para a saúde. Entenda a diferença:

UVA – A radiação UVA incide o ano inteiro e também durante todo o dia. Independentemente se for no começo da manhã ou no fim de tarde, o UVA segue sendo emitido, até mesmo em dias nublados. Como ele não queima, muitas pessoas pensam que ele é inofensivo e, portanto, não irão ser prejudicadas. Mas, ao contrário do que muitos pensam, o UVA penetra mais na pele e é responsável pelo envelhecimento e por outros problemas que podem surgir nela.

UVB – Diferente da radiação UVA, o UVB penetra menos na pele, mas é o responsável pelas queimaduras. Essa radiação tem mais intensidade no verão, principalmente entre os horários das 10h às 16h. Por isso, os especialistas alertam para que as pessoas não se exponham a essa radiação durante este horário.

Esses dois tipos de radiação podem causar problemas mais sérios, como o câncer de pele melanoma e o não melanoma. É importante saber que essas doenças podem ser prevenidas, basta que a pessoa tome alguns cuidados.

Portanto, o uso do protetor solar durante todo o ano é fundamental para evitar problemas na pele. Com o uso diário, eles protegem as pessoas das radiações A e B, prevenindo queimaduras, câncer e envelhecimento. Outras medidas como usar roupas escuras, e não se expor muito ao sol, também são formas de prevenção.

Escolha o protetor ideal

Quando pensam em utilizar o protetor solar, as pessoas geralmente ficam com dúvidas sobre qual o mais adequado tanto para usar no dia a dia, quanto na praia. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, os produtos que tenham Fator de Proteção Solar (FPS) 15 ou 20 podem ser usados no dia a dia; e o FPS 30 ou superior é mais indicado para uma exposição mais longa ao sol, como, por exemplo, na praia ou piscina.

Especialistas também orientam que as pessoas que possuem alguma patologia como manchas escuras na pele, podem usar um fator um pouco maior. Vale lembrar que, quando a pessoa for escolher um protetor solar, ela deve optar por um produto que contenha a proteção para os dois tipos de radiação, UVA e UVB.

Mas não é só o adulto que deve usar o protetor solar. As crianças também precisam se proteger da radiação ultravioleta. Especialistas indicam o uso do produto em crianças, a partir dos seis meses de idade. É recomendado que se busque a orientação de um pediatra ou dermatologista para que indiquem um protetor solar específico para a pele sensível do bebê.

Use corretamente o protetor solar

Muitas pessoas às vezes esquecem de reaplicar o produto durante o dia. E isso pode acabar prejudicando a pele. O protetor deve ser reaplicado de 2 a 3 vezes ao dia. Mas se a exposição ao sol for em locais como praia e piscina, a pessoa deve passar o produto 30 minutos antes de se expor a radiação e reaplica-lo a cada duas horas. Passar protetor nos lábios também é importante para protegê-los da radiação.

É fundamental que as pessoas tenham o hábito de utilizar o protetor solar. Em dias mais frios, as pessoas tomam banhos quentes, são expostas ao vento, e isso deixa a pele sensível, ressecada e sem proteção. E a utilização desses cremes, além de proteger, também ajuda a hidratar a pele.

Thais Geron

Gerente de Produto
Administradora especialista em Informática em Saúde, com 16 anos de experiência na MedPlus e na área médica.