Glosas médicas: como evitar ao máximo?

Se você é proprietário de uma clínica ou consultório médico, é bem provável que já tenha ouvido falar em glosas médicas, não é mesmo? Esse termo soa como algo terrível para os gestores desse tipo de negócio, uma vez que representam perda de dinheiro.

Como bom médico que é, você deve saber muito bem que vale mais a pena ter uma rotina saudável para evitar que as doenças surjam do que esperar elas aparecerem e ter que fazer tratamentos. E nós podemos dizer que o mesmo vale para as glosas médicas!

Existem algumas boas práticas que podem ser adotadas para evitar que esse tipo de problema ocorra e é sobre isso que falaremos neste artigo. Continue conosco e confira!

O que são glosas médicas?

A glosa nada mais é do que um ajuste de cobrança por um serviço prestado. Trata-se de algo que gera muita burocracia e dores de cabeça para os gestores de clínicas, que precisam pesquisar para identificar erros nas cobranças e procedimentos realizados.

Para esclarecer, imagine, por exemplo, um consultório de um dermatologista. Se uma pessoa procurar esse médico para tratar um problema de melasma no rosto, estará realizando um procedimento estético e não algo que interfira na sua saúde.

Por isso, os planos de saúde geralmente não cobrem procedimentos estéticos. Logo, se esse dermatologista, por engano, não cobrar o valor do serviço prestado ao cliente, mas sim ao seu plano de saúde, gerará uma glosa. Isso porque o seguro se recusará a pagar por esse valor.

Que tipos de glosas existem?

Existem ainda diferentes tipos de glosas médicas. Entenda cada uma delas!

Administrativa

São causadas por conta da falta de comunicação entre a administração da clínica e os planos de saúde.

Técnica

São geradas por problemas técnicos, como a falta de controle dos medicamentos que são administrados em um paciente.

Linear

Ocorrem quando os pagamentos não são realizados pelos convênios, pelo fato de o serviço realizado não ter cobertura, como o exemplo do dermatologista, anteriormente citado.

O que pode ser feito para evitar que isso aconteça?

Agora que você já entende o que são as glosas médicas, é chegado o momento de trazermos dicas para que elas sejam evitadas. Veja!

Agenda 

Quando se utiliza uma agenda eletrônica, todos os procedimentos são anotados no ato em que são realizados. De tal modo, se evita esquecimentos que possam gerar glosas.

Capacitação da equipe

Com uma equipe qualificada as chances de ocorrer erros que geram glosas diminui muito. Os médicos devem ser treinados para anotarem tudo de forma correta no prontuário eletrônico.

Sistema de gestão integrado com a tabela TUSS

Os softwares integrados com a tabela TUSS, como o MedPlus, garantem que todos os procedimentos sejam devidamente registrados. Logo, as chances de os planos de saúde identificarem problemas no faturamento praticamente inexiste .

Existe uma ferramenta dentro do sistema MedPlus onde é possível verificar a validade da carteirinha do paciente e se o mesmo tem autorização de realizar o procedimento que está solicitando e até mesmo autorizar os de baixa complexidade a Elegibilidade dos Convênios.

Evitar as glosas médicas é possível! Você só precisa ter as ferramentas certas para isso e tomar todas as medidas necessárias. Afinal, prevenir é melhor do que remediar, certo?

Conheça agora o MedPlus e veja como esse software pode ajudar em todas as rotinas administrativas da sua clínica!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *