6 erros de comunicação com pacientes que você está cometendo e não sabe!

Confira estes erros de comunicação que podem estar sendo cometidos em sua clínica ou consultório médico, e saiba como evitá-los.

Por Cecília Galvão em 28 de julho de 2020.

Ao montar um negócio, o gestor percebe que não se trata apenas de fazer uma gestão administrativa eficiente, mas também de saber como se comunicar com seus clientes.

Em sua clínica ou consultório médico, a comunicação com seu paciente é vital para que exista um bom número de agendamentos e, por consequência, um bom fluxo de caixa. 

Os benefícios de adotar práticas para uma boa comunicação e atendimento são gigantescos. 

Porém, pode ser que existam alguns gargalos, que estão impedindo que sua equipe se comunique adequadamente com seus pacientes.  Por isso, criamos esta lista de erros que podem estar ocorrendo e que você talvez não saiba! Confira e descubra como evitar cada um deles: 

1. Desviar o olhar e não focar sua atenção no paciente enquanto ele estiver falando

A rotina do médico é repleta de burocracias, documentos e formulários a serem preenchidos, não é mesmo?

A questão é que, enquanto o médico ou a recepcionista atende um paciente, é preciso mostrar que se está ouvindo e prestando atenção em cada palavra dita. Isso faz parte de uma experiência positiva. 

Por essa razão, tente sempre reservar um tempo apenas para sentar, conversar e se dedicar totalmente ao paciente. A parte mais burocrática pode ser realizada entre os atendimentos. 

2. Deixar transparecer pressa no atendimento ao paciente

6 erros de comunicação com pacientes! | MedPlus

Linguagem corporal pode ser lida facilmente e, por vezes tanto a secretária ou recepcionista, quanto o médico, estão com pressa devido à grande demanda de tarefas do dia. Porém, na hora de atender o paciente, o foco não pode ser esse, caso contrário, pode parecer que existe uma pressa por parte da equipe da clínica. 

Portanto, quando estiver falando com o paciente, dê uma pausa nas tarefas alheias a isso. É importante evitar frases como: “estou ocupada”. 

Caso o atendimento esteja acontecendo pelo telefone, e naquele exato momento você não possa atender o paciente, diga que logo retorna com uma resposta.

Já se o atendimento for diretamente na clínica, peça para que o paciente se sente e siga a primeira dica: ouça ele e depois resolva seu problema. 

3. Não dar importância aos problemas do paciente

Mantenha uma coisa em mente: por mais simples que pareça ser o caso do paciente, lembre-se de que ele escolheu sua clínica para resolvê-lo, e isso vale muito!

Jamais menospreze a confiança depositada no trabalho da clínica. Portanto, dê atenção e saiba ouvir quais os sintomas e todas as outras questões trazidas pelo paciente na conversa. 

4. Fazer apenas perguntas fechadas ao paciente

Perguntas fechadas são aquelas cuja resposta fica restrita a “sim” ou “não”. Afinal, existem muitas situações adversas complicadas na vida das pessoas, e no caso clínico do paciente também. 

Por isso não tenha medo de perguntar quando e como as coisas estão acontecendo. E enquanto seu paciente estiver respondendo, lembre-se de ouví-lo. 

5. Não permitir que o paciente tire suas dúvidas

A questão é que, depois que seu paciente for ouvido e for hora de explicar qual será o tratamento e até mesmo os exames que se seguirão, muitas perguntas poderão surgir.

Por isso mesmo, é importante perguntar de forma calma e gentil, se o paciente tem dúvidas ou perguntas a respeito de seu caso. É possível simplesmente perguntar “você tem alguma dúvida?”.

6. Esquecer de oferecer um atendimento humanizado

É preciso lembrar que quando alguém vai ao médico, essa pessoa se encontra em uma situação bastante delicada, então lembre-se de oferecer um atendimento humanizado. Seja gentil e educado em todo o momento!

Saiba colocar-se no lugar da pessoa e avaliar como seu atendimento pode melhorar o dia dessa pessoa, e tornar todo o cenário menos preocupante! 

Saiba Como aplicar o atendimento humanizado em sua clínica

Como acertar no atendimento e ter uma comunicação efetiva em sua clínica ou consultório?

6 erros de comunicação com pacientes! | MedPlus

Confira todos os erros citados acima e faça o possível para evitar que algum deles esteja acontecendo em sua clínica! 

Para te ajudar com isso, separamos 7 práticas infalíveis que podem garantir uma relação positiva. Confira:

  • Escute seus pacientes;
  • Seja simpático;
  • Quebre o gelo e faça perguntas;
  • Acalme seu paciente caso ele se mostre muito preocupado com a situação;
  • Use um tom de voz calmo;
  • Seja claro nas explicações e orientações;
  • Use uma linguagem positiva.

Encontre mais dicas lendo outros posts do blog:

Saiba os segredos para transformar a experiência do seu paciente em sua clínica ou consultório médico

Experiência do paciente na clínica: você tem se atentado à essa questão?

Coloque nossas dicas em prática e fidelize mais pacientes!

Captar novos pacientes é muito importante. Mas fidelizar aqueles que já depositaram confiança uma vez em sua clínica é ainda mais valioso.

Por isso, coloque nossas dicas em prática e leve a comunicação com seu paciente muito a sério! Afinal, ao fidelizar, você consegue manter um bom fluxo de agendamentos, a saúde financeira da sua clínica e captar novos pacientes também!

É preciso lembrar que quando um paciente é fidelizado e confia no seu trabalho, ele indica você para amigos e familiares. Isso é um bônus para sua clínica, porque isso significa marketing gratuito e mais pacientes para atender. 

Quer saber mais sobre fidelização? Então confira nosso eBook gratuitamente:

Cecília Galvão

Líder de atendimento
Atua no atendimento da MedPlus há quase 2 anos e possui experiência nas áreas de atendimento ao cliente, suporte técnico, implantação e sucesso do cliente.