Por Patricia Oliveira em 14/01/2022

Estratégias para melhorar a adesão ao tratamento médico pelo paciente

Saiba formas de aumentar a adesão ao tratamento médico por parte dos pacientes e mudar a forma como as pessoas encaram a necessidade de cuidar da própria saúde para garantir a qualidade de vida e a longevidade.
Estratégias para melhorar a adesão ao tratamento médico | MedPlus

A adesão ao tratamento médico e a forma como as pessoas encaram a necessidade de cuidar da própria saúde são indispensáveis para garantir a qualidade de vida e a longevidade

Entretanto, esse é um grande impasse da medicina, uma vez que os números são alarmantes: de acordo com a OMS, menos de 60% dos pacientes com diabetes aderem ao tratamento, e entre hipertensos, o número cai para 40%. A mesma realidade se estende à outras doenças. 

Infelizmente, quando o assunto é melhorar a adesão do paciente ao tratamento médico, não existe uma receita única. É preciso considerar fatores diversos, como a realidade socioeconômica, a individualidade e aceitação do paciente, a própria doença e aspectos variados relacionados ao tratamento. Identificar essas causas pode ajudar os médicos a determinarem a melhor estratégia de intervenção para seus pacientes. 

Pensando nisso, preparamos para você quatro estratégias que devem ser utilizadas para aumentar a adesão ao tratamento: 

O que é a não adesão ao tratamento e como ela pode prejudicar a saúde de seu paciente?
Conheça o comportamento de consumo de medicamentos de cada paciente
Divulgue a importância da adesão ao tratamento
Acompanhe seus pacientes em tratamento
Melhore a adesão ao tratamento com a tecnologia

Estratégias para melhorar a adesão ao tratamento médico | MedPlus

O que é a não adesão ao tratamento e como ela pode prejudicar a saúde de seu paciente?

Como você já sabe, a não adesão ao tratamento medicamentoso pode ter várias razões que são determinadas por questões sociais, econômicas, culturais, religiosas, entre outras. Essa falta de comprometimento pode inclusive ser multifatorial. O problema é que o desinteresse pela continuidade acaba com a eficácia do tratamento. 

Entre os pacientes não aderentes ao tratamento, podemos dividi-los em voluntários e involuntários

O indivíduo com baixa adesão voluntária, é aquele que não continuou seu tratamento por escolha própria, isto é, seja por ausência de dor ou por questões de comportamento, o paciente decidiu não dar continuidade no acompanhamento médico e nas indicações medicamentosas. 

Por isso, é importante que os médicos façam uma boa orientação, para que o paciente não desista do tratamento quando estiver se sentindo bem, uma vez que a desistência impacta significativamente a qualidade de vida. 

Neste nicho, também há pacientes que, por sentirem efeitos colaterais do medicamento, desistem do tratamento, sem procurar auxílio médico para os ajustes necessários.

Já pacientes com baixa adesão involuntária não têm conhecimento das orientações médicas, ou não se lembram de tomar os medicamentos no horário correto. Esse perfil pode ser associado a problemas cognitivos ou falta de conhecimento sobre saúde. 

Para ajudar os dois perfis de pacientes, você pode seguir as seguintes dicas: 

Estratégias para melhorar a adesão ao tratamento médico | MedPlus

Conheça o comportamento de consumo de medicamentos de cada paciente

Você costuma perguntar aos seus pacientes se eles têm alguma dificuldade para tomar ou pagar os medicamentos? 

Um ambiente livre para falar aberta e honestamente sobre determinadas dificuldades pode ajudar os médicos a aumentar a adesão ao tratamento por parte de seus pacientes.  

Na abordagem tradicional, o médico costuma ser visto como o especialista que sabe o que é melhor para o paciente e vai ajudá-lo com uma técnica que vai exigir uma mudança brusca no comportamento. Entretanto, esse método tradicional de atendimento pode ser falho se não houver reconhecimento dos limites da capacidade de uma pessoa em mudar suas próprias atitudes. 

Leia mais: Como aplicar o atendimento humanizado em sua clínica?

Quando o tema é adesão ao tratamento, é preciso considerar a particularidade de cada paciente, priorizando sempre uma abordagem humanizada. 

Uma forma de fazer isso é questionando seus pacientes. Por exemplo, a pergunta “dos medicamentos prescritos para você, quais está tomando?”, ou então “eu sei que deve ser difícil tomar todos os seus medicamentos regularmente, mas com que frequência você está tomando?”, pode fazer toda a diferença no relacionamento com seu paciente. 

Há, também, outros cuidados que podem ser tomados para colaborar com o tratamento. Questioná-lo, por exemplo, qual o melhor horário do dia para que ele tome os medicamentos, ajudará a tornar o tratamento um hábito. 

No caso de ser um paciente de não adesão involuntária, é preciso solicitar o acompanhamento de um responsável ou familiar para que esteja também a par das necessidades do indivíduo em tratamento. 

https://conteudo.medplus.com.br/guia-pratico-da-prescricao-medica-digital

Divulgue a importância da adesão ao tratamento

O incentivo ao agendamento de consultas de retorno e a divulgação por meios de comunicação sobre a importância da adesão ao tratamento são métodos que fazem toda a diferença na continuidade do paciente. 

É comum que, ao menor sinal de melhora, muitos pacientes pensem que estão curados e abandonem os tratamentos. Por isso, é importante alertar com frequência sobre o quanto essa atitude pode apresentar riscos à saúde, como o retorno dos sintomas, aparecimento de complicações e até mesmo resistência aos medicamentos. 

Leia mais: 8 dicas para minimizar faltas nas consultas agendadas

A adesão ao tratamento é o fator mais importante para controlar diversas doenças, especialmente as crônicas. Portanto, além de identificar a não adesão por parte de seus pacientes, é preciso contribuir para a conscientização e estímulo de hábitos que visam melhorar a qualidade de vida. 

Com atitudes acolhedoras, os médicos conseguem fortalecer o vínculo existente com seus pacientes. Com essa brecha, a comunicação será muito mais eficaz no momento de alertar acerca da importância de não abandonar os tratamentos. 

Por meio de um relacionamento humanizado entre médico e paciente, é possível incentivar o engajamento com o autocuidado, sendo essa uma excelente forma de vencer a baixa adesão ao tratamento, melhorar a experiência do paciente com os medicamentos e neutralizar medos e outras formas de interferência. 

Leia mais: A importância do período pós-consulta para a fidelização de seus pacientes

Há diferentes formas de divulgar a importância da adesão ao tratamento. Por exemplo: 

  • Incentivar na consulta a busca por melhorias na qualidade de vida
  • Alertar sobre os riscos do abandono ao tratamento
  • Contatar o paciente na pós-consulta para lembrá-lo da importância
  • Divulgar em suas redes sociais acerca da importância da continuidade
  • Acompanhar e aconselhar os pacientes de maneira individualizada

Acompanhe seus pacientes em tratamento

Enviar mensagens e agendar consultas de acompanhamento para discutir a conformidade da medicação são algumas das formas mais eficazes de acompanhar de perto seus pacientes para garantir a adesão ao tratamento. É preciso ouvi-lo, avaliá-lo e acolhê-lo.

Leia mais: Pacientes pós-pandemia: humanização e tecnologia em foco para melhorar o atendimento nas clínicas médicas

Esse acompanhamento também irá colaborar para a criação de uma relação de confiança e, por consequência, o paciente estará mais à vontade para executar da melhor forma as instruções que recebeu. 

Durante o período de acompanhamento, é importante reforçar para que o paciente não tenha vergonha de tirar todas as suas dúvidas e também de manifestar sua opinião, para que ajustes sejam realizados, se necessário. 

Estratégias para melhorar a adesão ao tratamento médico | MedPlus

Melhore a adesão ao tratamento com a tecnologia

Com o uso de tecnologias em sua clínica, pode ser muito mais fácil impulsionar a adesão ao tratamento por parte de seus pacientes. Vamos ver alguns exemplos? 

No dia a dia, normalmente, a correria toma conta das clínicas. Demora no cadastro, excesso de papeladas que prejudicam a produtividade, entre outros fatores, podem ser responsáveis por diminuir a adesão ao tratamento, em vista que os pacientes normalmente não gostam da demora para serem atendidos e podem acabar desanimados. 

Com recursos tecnológicos, como um sistema de gestão para clínicas, você elimina o uso de papel. Essa organização nos processos da clínica torna o atendimento mais ágil e reduz o tempo de espera para uma nova consulta. 

Leia mais: Faça sua clínica decolar com agenda médica online e prontuário eletrônico MedPlus

Além disso, você também conta com a ajuda de uma ferramenta de prontuário eletrônico. Com todas essas informações em poucos cliques, o médico consegue saber toda a jornada de tratamento pela qual o paciente já passou, com um panorama completo que permite a tomada de decisão pela melhor estratégia para aumentar o engajamento do indivíduo.

A agenda digital também colabora com o engajamento dos pacientes com o tratamento. Com a ferramenta de confirmação de consultas, seu paciente sempre é lembrado do momento de retornar ao consultório, portanto, o esquecimento deixa de ser um problema para a adesão ao tratamento. 

Outra grande parceira da continuidade do tratamento médico é a prescrição digital. Com essa ferramenta de receita médica digital, seu paciente não precisa ir até o consultório para retirar a prescrição, isso significa que ele não passará dias sem tomar a medicação por falta de tempo.

Leia mais: Atendimento mais digital e mais humano em clínicas médicas é possível?

Com o avanço da tecnologia para consultórios médicos, hoje temos a telemedicina, uma grande virada de chave na vida dos médicos e dos pacientes. Caso seu paciente não esteja disposto ou por algum outro motivo não possa comparecer presencialmente à consulta, a teleconsulta pode ser realizada de qualquer dispositivo com internet, diminuindo significativamente a necessidade de desmarcar a data prevista para a continuidade do tratamento. 

Além disso, a tecnologia facilita muito o relacionamento com o paciente e, como você já sabe, essa relação é uma das grandes responsáveis pela continuidade dos tratamentos. Com automação de SMS e de e-mails, você pode promover ações de incentivo à prevenção e cuidados com a saúde, além de fazer acompanhamento do pré ao pós-consulta. 

Como você viu, a tecnologia é uma grande aliada na busca por aumentar as taxas de adesão ao tratamento na sua clínica médica. Pensando nisso, preparamos para você um guia completo da prescrição médica digital, para você inserir na sua rotina e transformar a jornada dos seus pacientes para que eles não desistam do tratamento: 

Gerente Comercial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *