Site médico de sucesso – Boas práticas

Por Thais Geron em 10 de maio de 2017.

Se o seu objetivo é ter um site médico de sucesso, você precisa aplicar energia no estudo básico de como funciona a relevância na internet. Não tem um jeito certo de fazer, sempre haverá o formado do qual seu público alvo mais se identifica.

As perguntas que você sempre devem fazer são:

  • Será que meu site está entregando uma boa navegabilidade?
  • Será que o conteúdo é informativo e claro?
  • Será que minha marca está sendo reconhecida?
  • Será que meu site abre rápido?
  • O que ainda posso melhorar?

Por mais que você seja apaixonado pelo seu site e que ele seja lindo, é preciso verificar através de métricas, se ele realmente está sendo bom o suficiente para esclarecer as dúvidas e problemas de seu cliente.

Afinal, do que adianta colocar um chat de atendimento se ninguém responde? Ou então, publicar artigos dos quais apenas outros médicos poderiam entender?

Nesse caso em especial, você pode até ter uma biblioteca com material de estudo para profissionais. No entanto, tenha bem claro que seus pacientes não irão consumir esses conteúdos, pois eles não entendem.

Enfim, sabemos que você está aqui, pois deseja conquistar bons resultados com o seu site médico e nós, da MedPlus, iremos te ajudar através do estudo das boas práticas, tudo bem?

Você vai perceber que através de mudanças simples, tudo começará a fluir de uma forma mais recorrente.

Venha conosco e conhece as 4 boas práticas para um Site médico de sucesso.

# Boa Prática 1 –  Navegação fácil

Tudo que um bom médico mais quer é fornecer atendimento de qualidade a cada um de seus pacientes, não é? Para isso, ele precisa aprender a lidar com diferentes tipos de pessoas. Dependendo de sua especialização, terá que saber lidar bem com diferentes faixas etárias e isso é uma tarefa e tanto, não acha?

Então, vamos pensar em seu site como o seu próprio atendimento. Ele precisa estar alinhado para atender os seus diferentes tipos de público. Isso porque, por mais que você filtre o seu público alvo tentando identifica-los, eles terão uma necessidade diferente.

Sabendo disso, coloque as informações mais comuns de forma clara, simples e objetiva! Use uma linguagem de simples entendimento e claro, existem alguns assuntos que não devem ser abordados ali, apenas no consultório médico.

No momento em que estiver atualizando seu site ou então, criando, pense nas principais ações que os seus pacientes irão procurar no site e na melhor forma de entregar essa informação.

Com isso feito, verifique se a página não está confusa, cheia de distrações. Muitas vezes, layouts que são coloridos demais tem esse problema.

Nesses casos, a indicação é que, se você não for criar um layout do zero, opte por um que tenha a menor quantidade de elementos visuais possíveis, assim você fica com uma página mais limpa, de fácil navegação.

Lembre-se de ser sempre direto, procurando sempre sanar a dúvida de imediato. É o que chamamos de eliminar a barreira inicial, pois depois todas as informações podem ser dadas de uma forma muito melhor.

# Boa Prática 2 –  Coloque seu serviços em destaque

Talvez, isso pareça tão obvio para você, mas não é para o público geral. Na verdade, só é obvio porque você passou anos estudando e entende de medicina, então fica muito mais simples de entender do que cada especialidade cuida. Para quem é leigo, isso é um desafios em tanto.

Tendo essa informação em mãos, em seu site reforce quais são as especialidades que atende, os serviços que prestas e até mesmo uma lista de exames bem claras.  Isso garantirá maior facilidade no atendimento, uma vez que, será mais simples obter a informação.

Quando você faz essa segmentação de forma assertiva, fica até mais fácil criar uma campanha do Google Adwords, por exemplo, com o termo exato do serviço que você presta. Isso atrai olhares e converte no próprio Google.

Lembre-se que o site precisa inspirar confiança, mostrando para o usuário que ele pode confiar em você sem medo algum!

# Boa Prática 3 –  Dê opções extras

Talvez, esse item já seja algo um pouco mais avançado, porém quanto mais facilidade você entrega ao seu paciente, mais fiel ele se torna. Por exemplo, imagine criar um ambiente onde ele possa marcar suas consultas ali mesmo, recebendo a confirmação via SMS?

Ou então, ele conseguir pegar o resultado de seu exame com um login e senha? São pequenas facilidades que no dia a dia são de extrema importância.

Vale muito a pena avaliar a viabilidade disso para você!

# Boa Prática 4 –  Foque no mobile

Você já deve ter lido por ai que as pesquisas através de dispositivos mobile já superaram o desktop, não é mesmo? Pois bem, é preciso que você prepare o ambiente para receber esses usuários.

As pequenas telas precisam de sites mais leves, conteúdo proporcional ao tamanho da tela e uma facilidade muito maior de navegação, afinal as telas e os botões são bem menos que no teclado, concorda?

Para iniciar, será preciso verificar se todas as páginas estão abrindo de forma correta em diferentes tipos de plataforma, o conhecido mobile friendly.

Nesses casos, carregar o sites de recursos e aplicações não é uma boa opção, pois isso deixará ele bem lento para o uso no 3G ou 4g.

Essas são as principais práticas que você sempre deve ter ação! Fazendo essas, que são as básicas, você pode se dedicar a outras vertentes importantes.

Tem dúvidas? Manda para a gente!

Thais Geron

Gerente de Produto
Administradora especialista em Informática em Saúde, com 16 anos de experiência na MedPlus e na área médica.