Como usar a telemedicina da MedPlus na prática?

Conheça os benefícios e a forma de usar a telemedicina MedPlus na sua clínica ou consultório médico, ou em clínicas de oftalmologia.

Por Aline Patricia em 31 de agosto de 2020.

A liberação da telemedicina em tempos de coronavírus causou uma transformação em clínicas e consultórios médicos do país inteiro. 

Hoje, em nossa era da saúde digital, se tornou essencial contar com essa ferramenta para atender pacientes a distância, melhorar a qualidade do relacionamento com eles e ainda promover um acompanhamento mais de perto de cada etapa do tratamento.

Foi pensando nisso que nós desenvolvemos uma ferramenta de teleconsultas integrada ao Software de Gestão Médica MedPlus. 

A funcionalidade é gratuita para todos os clientes da MedPlus e já está funcionando há alguns meses no sistema, com o objetivo de ajudar sua clínica médica a lidar com este momento de pandemia e também se preparar para a realidade da gestão de clínicas do futuro.

Uma funcionalidade como a nossa, que permite teleconsultas e outras formas de aplicação da telemedicina é essencial para quem está atendendo apenas à distância e também para aquelas clínicas médicas que já voltaram a fazer consultas presenciais.

Afinal, um atendimento completo, com consultas presenciais e um complemento digital, melhora o tratamento e também a satisfação do paciente. Saiba mais sobre essa forma de atender pacientes no nosso blog: Atendimento híbrido: como aplicar em sua clínica médica?

Por isso, neste material, queremos te ajudar um pouco mais a utilizar a telemedicina na prática, contando com as vantagens da funcionalidade da telemedicina da MedPlus.

Como esse conteúdo é mais prático, vamos direto para as aplicações dessas possibilidades. Se você ainda quiser saber mais sobre as questões mais básicas da telemedicina, confira em nosso blog: O que é a telemedicina e porque ela vai transformar a sua clínica ou consultório?

Os três principais campos de atuação da telemedicina da MedPlus

Como usar a telemedicina MedPlus na prática? | MedPlus

Apesar de ter ganhado tanto destaque mais recentemente, a telemedicina é um conceito que já existe há alguns anos, com diferentes aplicações possíveis, como a emissão de laudos e exames de forma digital, a orientação a distância, entre outros.

Contudo, funcionalidades como a emissão digital de laudos já fazem parte da prática médica há um bom tempo. 

Por isso, o que há de mais importante — e até revolucionário — para se conhecer neste momento de pandemia, e também para aplicar no futuro, são três fatores essenciais, que estão mudando a lógica do atendimento médico:

Teleorientação

A teleorientação é uma espécie de atendimento médico a distância mais simples do que a teleconsulta. Ela compreende o uso de ferramentas de comunicação digital para dar orientações e encaminhamentos para seus pacientes, inclusive com o objetivo de marcar uma consulta presencial, caso ela seja necessária.

Nesse tipo de atendimento a distância, o médico não pode prescrever medicamentos ou fazer diagnóstico, se limitando à orientação do paciente.

Teletriagem

A teletriagem é uma espécie de triagem executada fora do ambiente da clínica. Através dela, profissionais da saúde podem avaliar os sintomas do paciente, saber se ele precisa de uma consulta e adiantar o conhecimento do médico a respeito da situação dele.

Além disso, a teletriagem também é útil para avaliar se é necessário direcionar o paciente para um profissional de outra especialidade.

Teleconsulta

Essa foi a grande transformação no atendimento médico: é uma forma de consultar o paciente a distância, onde quer que ele esteja, podendo diagnosticar doenças e até prescrever remédios.

Isso garante o cuidado da saúde mesmo para pacientes distantes, ou para aqueles que estejam – por algum motivo – impossibilitados de irem até sua clínica.

A telemedicina para diferentes especialidades

As possibilidades de um atendimento a distância tem o potencial de melhorar o trabalho de consultórios médicos das mais diferentes especialidades.

Na oncologia, por exemplo, um acompanhamento médico frequente faz toda a diferença para o paciente com câncer. Afinal, o tratamento exige muito dele e a doença pode se transformar rapidamente.

No entanto, é difícil para o paciente se deslocar tantas vezes até sua clínica, não é? É aí que entra a telemedicina: você pode acompanhar, orientar e até prescrever medicamentos a distância, garantindo um cuidado mais completo ao seu paciente.

Na cardiologia ela também é essencial. Um paciente cardiopata muitas vezes deve acompanhar sua pressão arterial e seus batimentos, e, em casos de variações sérias, precisa de uma atenção médica de urgência. 

A telemedicina possibilita isso, com velocidade e eficiência, contando com laudos e exames digitais e podendo, inclusive, salvar a vida de muitos pacientes.

Outra especialidade que pode aproveitar dessas vantagens é a pediatria. Crianças com algum problema de saúde costumam requerer acompanhamentos de perto, e mesmo as crianças saudáveis muitas vezes precisam desse tipo de atenção médica.

Assim, com a telemedicina, o médico pode realmente acompanhar o desenvolvimento da criança mais de perto, garantindo sua saúde e a satisfação dos pais. 

Contudo, vale lembrar que para realizar uma teleconsulta pediátrica, é preciso contar com os pais para dar apoio na hora da videochamada.

E esses são apenas alguns exemplos de como a telemedicina pode revolucionar o trabalho médico em diferentes especialidades.

Como atender com a telemedicina da MedPlus

Como usar a telemedicina MedPlus na prática? | MedPlus

Com a funcionalidade de telemedicina do MedPlus, todo o processo de atender a distância se torna muito mais fácil e eficiente, por ser integrado às funções do sistema.

Para realizar uma teleconsulta, ou outra forma de atendimento a distância, é preciso primeiro marcar esse compromisso na sua agenda MedPlus. Esse processo é bastante tranquilo e muito semelhante com o agendamento de consultas presenciais, que os usuários do sistema estão acostumados.

É só abrir a agenda, selecionar o horário e alocar o cliente a partir do seu cadastro (caso o paciente já esteja cadastrado. Se não, é só lançar suas informações no banco de dados do seu sistema).

Depois disso, quando a consulta vai ser a distância, é necessário criar um link de acesso – e isso pode ser feito diretamente na hora do agendamento.

Na sua agenda, ao selecionar a consulta com o paciente, você terá um espaço com informações do lado direito da tela (é o lugar onde aparecem os dados do paciente). Lá, logo embaixo do campo de “observações” você vai encontrar um link com o texto: “Criar o link da teleconsulta”.

Clique nesse botão e o sistema vai avisar que a teleconsulta foi criada com sucesso, e vai abrir uma pequena janela, perguntando como você deseja enviar esse link ao paciente. 

Você pode escolher uma ou mais entre três opções: e-mail, SMS e WhatsApp (lembrando que para usar e-mail e SMS, é preciso contar com a  funcionalidade específica no seu sistema; e para usar o WhatsApp, é preciso estar com o WhatsApp web aberto no mesmo navegador que o seu MedPlus).

Depois de decidir como enviar o link, o sistema guiará os próximos passos de acordo com o caminho que você decidiu usar – de forma muito clara e simples de usar. SMS e e-mail são enviados de forma mais automática, enquanto o WhatsApp requer que você vá até a janela do aplicativo e confirme o envio da mensagem.

Depois desse envio, o sistema marcará um pequeno ícone com uma câmera junto ao compromisso na agenda, para facilitar tanto a organização quanto a cobrança em clínicas que estão também com atendimentos presenciais.

Como fica para o paciente

Seja qual for a opção que você decida, entre e-mail, SMS e WhatsApp – , o sistema enviará informações sobre a consulta, como o horário, a data e o nome do médico, que aparecerão antes mesmo do link para entrar na videochamada. 

O paciente também receberá um termo de consentimento, com o qual ele dará sua autorização para a coleta de informações durante a teleconsulta.

Depois disso, ele só precisa clicar no link e começar a videochamada, quando for o horário de seu atendimento.

Isso pode ser feito no computador ou mesmo no celular, com tranquilidade, facilitando todo o processo para o paciente.

Como o médico inicia uma teleconsulta

Para o médico, o processo também é simples. Ele só precisa ir à sua agenda MedPlus e, através dela, acessar o prontuário do paciente. Dentro do prontuário, o médico vai ver se o paciente já aceitou o termo de consentimento, e também terá um botão para iniciar o atendimento.

Assim que clicar, o prontuário começa registrar o atendimento e o médico deve acessar no grupo de opções do prontuário, no canto inferior direito, onde há um ícone de câmera que vai iniciar a chamada de vídeo.

Durante a chamada, o médico verá a si mesmo e ao paciente, e pode ainda acessar outras informações de seu sistema, como dados do prontuário, prescrições e laudos.

Inclusive, o médico pode emitir prescrições digitais contando com a funcionalidade do MedPlus integrada ao Memed. Assim, você completa o atendimento a distância oferecendo também a receita do tratamento.

Quer entender melhor sobre esse processo, com um tutorial completo em vídeo? É só acessar nosso YouTube: Conheça a nova ferramenta de teleconsulta da MedPlus

Por que escolher a telemedicina MedPlus

A ferramenta de telemedicina MedPlus oferece segurança, um registro fiel das consultas e uma integração completa com assinatura digital, prescrição digital e com o prontuário eletrônico, onde todas as informações ficam unificadas!

Isso tudo se soma às vantagens do sistema de gestão. Descubra tudo o que o MedPlus pode fazer por você: Sistema de gestão médica com telemedicina.

E se você quiser saber ainda mais sobre telemedicina, acesse nosso eBook, no qual falamos tudo que é preciso entender sobre essa possibilidade da tecnologia na prática médica.

Aline Patricia

Gerente de Produto
Formada em Administração, há 11 anos atua na MedPlus no atendimento ao cliente e atualmente é Gerente de Produto.