Como utilizar a telemedicina nas especialidades médicas?

Entenda como aproveitar os benefícios da telemedicina e das teleconsultas com segurança nas diferentes especialidades de clínicas e consultórios médicos.

Por Aline Patricia em 29 de abril de 2021.

Há mais de um ano, o Ministério da Saúde publicou a portaria nº 467/2020, sobre o uso da telemedicina em caráter excepcional, como forma de amenizar os impactos da epidemia de covid-19 em território nacional.

Na realidade, esse era o passo que faltava para que a prática se estabelecesse de vez em muitas clínicas e consultórios médicos

Ainda assim, vários profissionais possuem dúvidas quanto à eficácia e segurança dessa modalidade médica e ficam receosos de implementar a telemedicina em seus atendimentos.

Isso é compreensível, pois, mesmo já tendo completado o primeiro aniversário de sua aprovação, a telemedicina ainda é uma novidade para muitos profissionais. 

Contudo, ao não aplicar essa novidade tecnológica, esses médicos estão abrindo mão dos diversos benefícios que as teleconsultas podem levar para suas clínicas.

Continue lendo este artigo e veja como a telemedicina pode ajudar médicos a aprimorarem o atendimento aos pacientes, além de levar muito mais praticidade e segurança para o dia a dia da clínica.

Como a telemedicina ajuda no atendimento médico?
Quais especialidades médicas podem se beneficiar com a telemedicina?
Mais segurança para sua clínica e seus pacientes com a telemedicina

Como a telemedicina ajuda no atendimento médico?

Como a telemedicina ajuda no atendimento médico

Muitas pessoas confundem a telemedicina com a teleconsulta. Portanto, a primeira coisa é entender que a telemedicina é um conjunto de práticas médicas que usam como ferramenta central as telecomunicações. Isso inclui, além da internet, a telefonia.

A telemedicina contempla diversas práticas voltadas ao atendimento de saúde. Entre os exemplos mais famosos estão a teleconsulta, as prescrições digitais e os prontuários eletrônicos: ferramentas que já são amplamente utilizadas e provas de como a tecnologia impacta positivamente a vida de médicos e pacientes

Logo, a teleconsulta faz parte do conceito mais amplo da telemedicina. Contudo, essas consultas realizadas a distância, por meio de videochamadas, foram a grande novidade de 2020 e estão transformando a realidade da prática médica.

Quer ver como as teleconsultas estão fazendo a diferença? Então confira os relatos de médicos que já contam com essa ferramenta: Como a teleconsulta do MedPlus mudou o atendimento ao paciente em clínicas pelo Brasil?

Existem muitos benefícios em fazer uso das tecnologias de comunicação no atendimento aos pacientes. Confira os principais:

Atender pacientes que não podem se deslocar até sua clínica

O primeiro grande benefício é ampliar o acesso ao atendimento médico para muitas pessoas que estão longe de sua clínica, que não podem se locomover ou que estão isoladas pela pandemia, por exemplo. 

Em 2020 e 2021, o isolamento social se configurou como obstáculo para que muitas pessoas procurassem o atendimento médico em clínicas, consultórios e hospitais. Afinal, o risco de se contaminar com o coronavírus é um problema real. 

Mas, mesmo em condições normais, muitas pessoas enfrentam entraves para agendar uma simples consulta.

É preciso se lembrar de que nem todas as cidades brasileiras possuem médicos especialistas disponíveis. Isso é um fato muito complexo, principalmente para municípios menores.

Muitas vezes, para essa parcela da população, é preciso fazer um grande esforço para se deslocar até um centro urbano que conte com a especialidade necessária. Isso sem falar no acesso limitado a exames, que algumas vezes podem ser bem específicos.

E mesmo pacientes que moram em grandes cidades podem enfrentar impedimentos para comparecer a consultas médicas devido a dificuldades de se deslocar pelos centros urbanos. 

O trânsito é um problema que dificulta o cotidiano de muitas pessoas, enquanto outras podem contar apenas com o transporte público, que nem sempre é eficiente. 

É preciso levar em conta, também, as pessoas com dificuldades físicas de locomoção, como pacientes com deficiências, membros imobilizados ou, ainda, pessoas de mais idade.

Você pode facilmente superar esse problema com o uso da telemedicina, que facilita o acesso ao atendimento médico, bastando um dispositivo de comunicação, como um smartphone ou um computador, e conexão com a internet.

Entretanto, é importante lembrar que a telemedicina não pode substituir os atendimentos presenciais. Nesses casos em que o paciente tem dificuldades de acesso, ela pode servir para resolver problemas urgentes ou complementar as visitas presenciais, que acontecerão em intervalos maiores.

Melhorar a comunicação entre médico e pacientes

Outra vantagem de se trabalhar com a telemedicina é justamente a otimização da comunicação entre médico e paciente. 

Normalmente, quando o paciente precisa tirar dúvidas ou alinhar o tratamento, o processo é agendar uma consulta, que tomará tempo na agenda médica e, claro, do paciente. 

Com a telemedicina, é possível agendar teleconsultas rápidas para o acompanhamento, liberando mais espaço na agenda do profissional e sem que o paciente precise se deslocar até a clínica.

Acompanhar de perto os tratamentos 

A melhoria na comunicação nos leva a mais um benefício: com a possibilidade de realizar consultas na frequência correta e com comodidade, há uma evolução significativa da qualidade do cuidado e tratamento de saúde.

Em muitos casos, não é necessário a realização de exames físicos ou fisioterapias. Inclusive, já foi comprovada a eficácia da telemedicina nos tratamentos para a saúde mental, por exemplo.

Mas, mesmo quando há a necessidade de receitar remédios ou dar orientações para exames, o médico pode fazer uso das prescrições digitais, que são muito mais práticas e seguras e podem ser enviadas para o paciente via SMS. 

Saiba mais no eBook: Guia prático da prescrição médica digital.

Elas são ideais no caso de medicações contínuas por dispensarem a necessidade de o paciente agendar uma nova consulta apenas para pegar uma receita.

Enfim, ainda podemos listar que investir em ferramentas de telemedicina representa:

  • Considerável economia de tempo e dinheiro para a clínica médica.
  • Uma forma de evitar aglomerações na sala de espera.
  • Um corte de custos com materiais gráficos, como papel e tinta para as impressoras.
  • Otimização do trabalho de toda a equipe, permitindo o atendimento de mais pacientes por dia.
  • Uma forma de o médico se fazer cada vez mais presente na vida de seu paciente.

E esses são apenas alguns exemplos. Saiba mais no artigo: O que é a Telemedicina e por que ela vai transformar sua clínica ou consultório?

Quais especialidades médicas podem se beneficiar com a telemedicina?

Quais especialidades médicas podem se beneficiar com a telemedicina

A telemedicina e as teleconsultas podem ser aplicadas em qualquer especialidade médica. Ou seja, qualquer médico pode se beneficiar com suas vantagens. 

Para entender ainda melhor como isso é possível, observe três exemplos distintos e veja como a telemedicina enriquece o atendimento dos pacientes em todas as situações:

Cardiologia

A emissão de laudos médicos é um processo comum na cardiologia e que pode ser muito demorado no processo convencional. Principalmente pela movimentação dos documentos do centro de exames ou de um especialista para outro, o que despende um tempo considerável. 

Com a telemedicina, o laudo pode ser enviado pela internet, sem desperdício de tempo. Ou, ainda, ele pode ser preenchido e salvo dentro do prontuário eletrônico, sendo, então, acessado pelo médico responsável sempre que for preciso, mediante login e senha.

Outro exemplo envolve as teleconsultas e prescrições digitais, que podem substituir determinadas consultas de rotina em que não seja necessário o exame físico do paciente. 

Essa opção também ajuda muitos pacientes que precisam de remédios de uso contínuo, uma vez que a receita pode ser enviada diretamente por SMS.

Psiquiatria

A psiquiatria é um ramo da medicina que geralmente dispensa exames físicos durante as consultas. Logo, não há a necessidade de que estas sejam presenciais em boa parte dos casos.

Sendo assim, o uso de teleconsultas é uma forma de otimizar o tempo do paciente e trazer mais comodidade, além de evitar filas na sala de espera do consultório. 

Isso sem falar na praticidade de um paciente consultar um profissional de outra cidade.

Da mesma forma que a cardiologia, os pacientes psiquiátricos que necessitam de medicação de uso constante se beneficiam muito com as prescrições digitais.

Oftalmologia

Assim como a cardiologia, a oftalmologia se apoia muito nos laudos médicos de seus pacientes. 

Mas além das vantagens já citadas em tópicos anteriores, trazemos aqui o uso de Inteligência Artificial na interpretação dos exames, principalmente em imagens, o que aumenta significativamente a precisão do resultado. 

Dentro da teleoftalmologia (ramo da telemedicina aplicado especificamente para a oftalmologia), ainda é possível trabalhar com retinopatia feita a distância, utilizando câmeras de retina portáteis e remotas.

Mais segurança para sua clínica e seus pacientes com a telemedicina

Por se tratar de uma prática baseada em operações digitais e online, muitos médicos e gestores de clínicas acabam desconfiando da telemedicina no quesito segurança

Essa é uma preocupação válida, pois a proteção de dados é um ponto muito importante para qualquer negócio, sobretudo com a aplicação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Contudo, atualmente, existem softwares de gestão médica que auxiliam no cotidiano da clínica e no trabalho dos especialistas, promovendo a telemedicina de uma forma totalmente segura.

A segurança dos dados do paciente deve estar baseada em três pontos: na confidencialidade das informações, na integridade dos arquivos digitais e em sua disponibilidade, o que significa que os dados devem estar disponíveis apenas para as pessoas autorizadas, incluindo o paciente.

Além disso, é importante garantir a autenticidade dos dados e documentos. Isso pode ser feito com a inserção da assinatura digital em exames, laudos, prescrições e prontuários

A assinatura digital garante a identidade legítima do especialista e deve estar em conformidade com a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileiras (ICP – Brasil). Não por acaso, esse é um item obrigatório para quem utiliza as prescrições digitais.

Leia mais sobre a assinatura digital e a sua validade jurídica: Certificado digital para médicos: o que você precisa saber sobre isso?

Outra forma de garantir o cumprimento de todos os pontos e, por consequência, endossar a segurança da prática da telemedicina, é promover o armazenamento seguro dos arquivos em um ambiente criptografado.

Assim, os dados só podem ser acessados por quem possui autorização. Melhor ainda se o acesso for individualizado: cada pessoa autorizada tem seu próprio login e senha. 

Sabendo disso, o MedPlus é um sistema de gestão médica que oferece todos esses serviços aos seus clientes, proporcionando a segurança da clínica, do profissional e dos pacientes, especialmente durante o exercício da telemedicina.

E mais: o MedPlus conta com uma ferramenta específica para a realização de teleconsultas, com todas as funções necessárias para um atendimento ágil, eficiente e seguro por videochamada.

Ainda, vale citar que quem é cliente MedPlus também conta com uma agenda online e com uma ferramenta que permite a comunicação direta com o paciente via SMS, e-mail e até mesmo WhatsApp. 

O software também é excelente para outros setores da clínica, como o financeiro, por exemplo, pois oferece um controle preciso do fluxo de caixa e da emissão de relatórios.

Portanto, a prática da telemedicina está muito bem sustentada com as diversas ferramentas de gestão e comunicação disponíveis para os profissionais de especialidades médicas. 

Contudo, sabemos que muitos médicos ainda possuem dúvidas a respeito da segurança e da legalidade das consultas a distância. Por isso, separamos um eBook que resolve as principais questões sobre o assunto. Confira:

Aline Patricia

Gerente de Produto
Formada em Administração, há 11 anos atua na MedPlus no atendimento ao cliente e atualmente é Gerente de Produto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *