Por Patricia Oliveira em 13/04/2021

Particular ou convênio: qual o melhor tipo de paciente?

Saiba agora mesmo como escolher entre atendimento particular e convênio para sua clínica médica e analise as vantagens de cada um.
Particular ou convênio: qual o melhor tipo de paciente?

Um gestor de clínica precisa estar sempre atento à questão financeira de seu estabelecimento. E, para isso, é preciso analisar que tipo de consultas você está recebendo e qual é a melhor opção: pacientes particulares ou convênio médico?

Essa definição está diretamente relacionada à sua arrecadação e à origem dos pacientes que são atendidos em seu consultório. Muitos médicos, principalmente os que são gestores de primeira viagem, não sabem ao certo o que é melhor para a rentabilidade de uma clínica médica.

Assim, o profissional da saúde precisa fazer uma avaliação sobre qual das opções possui mais benefícios e o que é melhor para as suas finanças e para o crescimento de seus negócios.

Quer saber qual das opções é a melhor para se investir? Confira a seguir vantagens e desvantagens de pacientes vindos de convênios médicos e dos pacientes particulares, e descubra qual é melhor para sua clínica.

Os benefícios de atender pacientes de convênios e planos de saúde
As vantagens de atender pacientes particulares em clínicas médicas
Afinal, qual é a melhor opção: pacientes particulares ou conveniados?
Como atender particular e convênio simultaneamente?

Os benefícios de atender pacientes de convênios e planos de saúde

A prestação de serviço por convênios médicos é regulada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Para atender por um convênio médico, é preciso que o gestor cadastre a clínica ou o consultório junto à empresa escolhida e encaminhe uma série de documentos, como:

  • CNPJ
  • CCM ou ISS junto à prefeitura 
  • CNES
  • Comprovante do pagamento do ISS 
  • Comprovante do pagamento da taxa de fiscalização do estabelecimento 
  • Alvará de funcionamento e vigilância sanitária atualizados 
  • Relação descritiva do corpo clínico com o currículo completo de todos os profissionais que trabalham na clínica 
  • CRM ou crédito do profissional responsável 
  • Comprovante de conta bancária
  • Contrato social 
  • Ata de reunião 

Caso seja recusado o cadastramento do estabelecimento médico, é importante entrar em contato com a empresa de convênio para entender qual inconsistência gerou tal resultado. 

Lembrando que não existe contrato de exclusividade. Ou seja: nenhum plano de saúde pode impedir o cadastramento de um consultório por ele estar atendendo simultaneamente pacientes conveniados por outra empresa, ou mesmo pacientes particulares.

Confira agora quais as vantagens de se trabalhar com convênio:

1. Mais espaço para a divulgação do seu trabalho e da clínica médica

Divulgar é essencial para atrair novos clientes! Isso é válido para qualquer negócio, inclusive para uma clínica ou consultório médico. 

Quando se atende apenas pacientes particulares, encontrar novos pacientes está por conta total do gestor. Cabe a ele correr atrás de um planejamento de comunicação e marketing, descobrir os melhores canais, entender o que seu público deseja e se comunicar com ele.

Já a dinâmica para os profissionais que atendem por convênio é um pouco diferente. Boa parte dos pacientes conveniados encontra seus médicos pelo Guia Médico do seu plano de saúde: uma lista organizada por especialidades que possui todos os médicos cadastrados. 

Lá o paciente pode escolher o especialista mais conveniente para si, levando em conta as informações disponibilizadas pelo site.

Assim, há boas chances de alguém que não foi alcançado pelo seu marketing encontrar seu nome na lista do Guia Médico e acabar se tornando um paciente.

2. Criação de uma base de pacientes

Para quem está começando uma carreira empreendedora com sua primeira clínica ou consultório próprio, atender por convênios é muito interessante. 

Afinal, pacientes particulares se sustentam muito por serem fiéis a seus médicos. Então se você ainda não teve tempo para construir relações duradouras com seus pacientes, será mais difícil sustentar a clínica apenas com atendimentos particulares.

Por outro lado, com o convênio, seu nome já estará correndo em meio a outros especialistas da área e as chances de você ser contatado por pacientes em potencial são bem grandes. 

Isso o ajudará a criar uma base de pacientes que, posteriormente, podem até entrar na sua lista de atendimentos particulares.

De todo modo, quando se está abrindo um empreendimento e há a necessidade de conquistar novos clientes, toda a ajuda é bem-vinda.

3. Maior número de atendimentos

O número de atendimentos por convênios sempre tende a ser maior do que o de atendimentos particulares. 

Isso porque, mesmo para quem tem mais condições financeiras, um plano de saúde é um investimento muito vantajoso. Então, procurar uma consulta particular acaba sendo um caso de exceção para a maioria das pessoas.

Assim, mesmo que seus planos profissionais sejam de focar no atendimento particular, começar com os convênios é uma ótima forma de se estabelecer no mercado e ir fidelizando pacientes.

Sem falar que ter um bom número de pacientes por convênio também ajuda a manter o seu faturamento positivo.

Além disso, se você já tiver uma clínica estabelecida, com um bom número de pacientes particulares fidelizados, ainda pode valer a pena contar com convênio para manter a agenda sempre cheia.

As vantagens de atender pacientes particulares em clínicas médicas

Todo médico gestor busca atrair mais pacientes particulares, sobretudo os médicos que trabalham de forma autônoma, em seus próprios consultórios e clínicas.

No entanto, sustentar um negócio apenas com atendimentos particulares exige uma base de pacientes muito fiel, com um fluxo quase constante de consultas, a fim de manter a arrecadação do estabelecimento.

Os principais motivos que fazem os profissionais de saúde olharem com bons olhos para esse tipo de atendimento são:

1. Maior remuneração

Comparando convênio e particular, o valor que o médico ganha por consulta varia muito, pois depende de fatores como: a especialidade médica em questão e o plano de saúde do paciente. Mas, ainda assim, uma consulta particular supera em muito o valor de uma consulta por convênio.

Por isso, é muito comum que profissionais de saúde com uma carreira estabelecida perante o mercado acabem privilegiando as consultas particulares. Afinal, são médicos com um trabalho reconhecido e uma cartela de pacientes fiéis. 

Sua reputação já é uma propaganda a seu favor, que ajuda a ter uma agenda cheia mesmo sem convênios.

2. Agenda mais folgada

Como explorado em outros tópicos, as consultas particulares, por serem mais caras, acabam não sendo a primeira opção de boa parte das pessoas. Isso faz com que o número de atendimentos, muitas vezes, acabe sendo menor do que a demanda trazida pelo convênio.

Mas isso não é necessariamente uma desvantagem. Tudo depende das suas metas profissionais e pessoais. Muitos médicos não almejam uma vida profissional tão intensa. 

Uma agenda mais tranquila pode contribuir para que o especialista tenha tempo de se dedicar com calma a cada caso, atendendo de forma personalizada e mais atenciosa, em uma gestão médica focada nos pacientes.

Sendo assim, uma agenda com horários mais espaçados entre as consultas seria o cenário ideal.

3. Gestão da clínica com menos burocracia

Trabalhar com convênios de saúde inevitavelmente traz consigo algumas exigências, como apresentação de documentos e comprovações de cada consulta realizada. E só então, após a análise da empresa de convênios, o consultório recebe pelo serviço médico.

Nos atendimentos particulares isso não existe. Além de eliminar a burocracia e trabalhar diretamente com o paciente, tem a vantagem de que o consultório recebe o pagamento logo após a consulta, sem precisar passar por liberação ou aprovação de terceiros.

Afinal, qual é a melhor opção: pacientes particulares ou conveniados?

É praticamente impossível dar uma resposta precisa para essa pergunta sem conhecer o caso específico da sua clínica. 

Isso porque a melhor opção depende 100% do momento em que o seu negócio se encontra, quais são seus planos e aspirações profissionais, como é a demanda de serviço dentro da sua especialidade na sua região, entre muitas outras coisas.

Por exemplo: se o caso for de um médico que está abrindo seu primeiro consultório, em início de carreira, atender por convênios é o ideal. Assim, ele conseguirá manter a agenda cheia o suficiente para pagar as contas do consultório, além de começar o processo de construção de imagem no mercado e fidelização de clientes.

Já para os profissionais mais experientes, apostar um pouco mais no particular pode ser interessante para aumentar a margem de lucro do consultório.

No entanto, podemos deixar uma recomendação geral: mesmo que o foco seja ampliar os atendimentos particulares, é sempre bom manter um número mínimo de atendimentos por convênio para garantir a arrecadação da clínica e uma certa previsibilidade financeira.

Como atender particular e convênio simultaneamente?

Para saber como achar o equilíbrio entre essas duas modalidades, é preciso conhecer muito bem sua própria clínica. O gestor deve saber avaliar qual perfil de paciente é o melhor público para o seu negócio, considerando as diversas vantagens e desvantagens de cada um.

Há, ainda, algumas dicas para quem busca atender aos dois tipos de pacientes:

E se o foco da clínica for fidelizar pacientes e ampliar os atendimentos particulares, uma ideia é reservar os “horários nobres” de consulta (isto é, os mais procurados) preferencialmente para os pacientes particulares. 

Isso pode ser usado como chamariz para que algum paciente de convênio acabe optando pelo particular devido à conveniência de horário da consulta.

  • Saiba mais: organize sua agenda médica com o MedPlus
  • Outra dica para garantir que o consultório tenha os dois tipos de pacientes é investir no marketing médico, direcionando-o para os públicos certos. 

É como trabalhar em duas frentes: uma focando nos conveniados e outra nos particulares. Assim, é possível divulgar as atividades da clínica para mais pessoas, oferecendo o serviço mais interessante para cada uma.

Aproveite e confira algumas ferramentas de marketing que podem transformar a sua clínica médica e te ajudar a ter ainda mais pacientes:

Gerente Comercial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *