10 erros de marketing que você não pode mais cometer em sua clínica médica

O marketing digital é essencial para a gestão de clínicas e consultórios. Conheça os principais erros de marketing para médicos e saiba como contorná-los.

Por Daiane Gobetti em 15 de outubro de 2020.

O primeiro passo após abrir a sua própria clínica médica é atrair pacientes. A melhor forma de se fazer isso é usando estratégias de marketing, pois elas otimizam tempo e esforços para conseguir o melhor resultado, alcançando mais pessoas.

Contudo, para obter bons resultados é preciso, além de usar o marketing a seu favor, fazer isso da maneira correta. Por exemplo: de nada adianta ter uma rede social se seu conteúdo não agrega em nada ao seu perfil profissional ou à sua clínica médica.

Sabendo disso, reunimos 10 erros de marketing médico e daremos ideias de como corrigir essas práticas de uma vez por todas para a construção de uma boa imagem para sua clínica. Acompanhe!

1. Faltar com a ética

Vamos começar em um ponto básico, mas onde muitos ainda deslizam: a ética médica no marketing. 

Muitas vezes, na ânsia de fazer propaganda de seus negócios, médicos e gestores acabam ultrapassando os limites da ética profissional. Obviamente sem a intenção de prejudicar ninguém, mas ainda assim isso deve ser evitado. 

Entre os principais erros estão:

  • Divulgar imagens de pacientes;
  • Fazer propaganda enganosa de qualquer natureza;
  • Divulgar valores de consultas;
  • Garantir resultados de tratamentos médicos.

O Conselho Federal de Medicina fala detalhadamente sobre cada um desses pontos, além de muitos outros, no seu código de ética

Naturalmente, agir de forma antiética diminui sua credibilidade perante o público, afetando negativamente sua imagem, independente dos esforços de marketing que você despenda.

2. Falta de planejamento

No planejamento está incluso o que fazer, por que fazer, como fazer, quanto vai custar e quanto tempo vai levar. 

No entanto, muitos gestores e médicos que lidam com a tarefa de coordenar o marketing de sua clínica ou consultório médico acabam tomando decisões sem antes pensar em todos esses pontos.

Por isso, é importante construir um planejamento e uma estratégia de marketing eficiente e realista, que tenham relação com o contexto da clínica e seus pacientes.

3. Ser ausente no meio digital

Para ser notado, antes de mais nada você precisa estar presente, sobretudo onde seu público está. E onde você pode encontrar praticamente todas as pessoas? Acertou se disse “na internet”. Muitos gestores esquecem desse detalhe e acabam não investindo na presença de suas clínicas no meio digital.

Além de criar perfis nas principais redes sociais, é importante ter um website. Ao ter um espaço exclusivamente da sua clínica na internet você consegue diversas vantagens. Entre elas:

  • Fortalecer a presença da sua clínica médica na web;
  • O website funcionará basicamente como um cartão de visitas para seus futuros pacientes;
  • Ele concentrará todas as informações mais importantes sobre a clínica, como sua especialidade, quais médicos atuam nela e informações de contato;
  • O site também irá reunir todos os perfis nas diferentes redes sociais que sua clínica venha a ter, o que é fundamental para evitar desencontros de informações.

Um domínio na internet pode variar de preço, mas geralmente são valores acessíveis. E se sua clínica não possui recursos suficientes para contratar um serviço de webdesign, você pode recorrer a plataformas com modelos personalizáveis de páginas. 

Suas assinaturas também não costumam ser caras e assim você garante a presença online do seu negócio, somando a vantagem da autonomia em customizar e atualizar o site conforme for necessário.

Quer saber mais? Então confira nossas orientações no artigo: Como ter um site médico de sucesso? Conheça as boas práticas.

4. Seu website não ser otimizado para o Google

O tópico anterior é só parte do trabalho em marcar a presença da sua clínica na web. O próximo passo, então, é ser notado.

A falta de estratégias de otimização dentro dos mecanismos de buscas da internet faz com que seu site se perca no meio de tantos outros que aparecem para o seu público.

Sendo o Google a maior ferramenta de pesquisas atualmente, é importante focar em subir no ranking de resultados de pesquisas relacionados ao seu negócio. 

Existem duas formas de fazer isso: da maneira orgânica, isto é, sem investimento financeiro adicional, ou através do Google Ads. Com este último, você patrocina seu link para que ele suba para o topo das pesquisas, onde ele será visto primeiro, porém com a tarja indicando “Anúncio”.

Na forma orgânica, você se utiliza de técnicas de SEO, como produção de conteúdo com uso de palavras-chave, para então garantir mais relevância à sua página no ranking das pesquisas. 

5. Ignorar a experiência do usuário

Evite erros de marketing em sua clínica médica | MedPlus

Também é um problema se o seu site não proporciona uma experiência agradável ao paciente. Isso começa pela aparência das páginas e detalhes relacionados a ela, como animações e a estrutura do mapa do site, chegando até à responsividade em diferentes aparelhos, como smartphones.

As plataformas de criação de site possuem ferramentas para ajustar a responsividade a diferentes formatos de telas. E quanto ao design, elas possuem layouts prontos para facilitar o processo de criação de páginas bem estruturadas e com um visual agradável. 

Já no caso dos sites feitos por um profissional ou por uma agência contratada, essa questão é facilitada, pois, ao criar um website, os profissionais já pensam em todas essas questões, de forma mais personalizada.

Para ter certeza de que o site está como deveria, faça o teste você mesmo: visite a página da clínica com certa frequência, navegue pelas abas e teste todos os botões. 

Caso você perceba que algo do site não está funcionando como deveria, ou está atrapalhando a experiência dos pacientes no seu portal, faça as alterações necessárias o quanto antes ou converse com o profissional responsável por isso.

6. Não ter um perfil no Google Meu Negócio

Uma excelente ferramenta oferecida para auxiliar na gestão e propaganda do seu estabelecimento é o Google Meu Negócio. 

Com essa funcionalidade, você cadastra sua clínica médica, cria um perfil o mais completo possível e garante que ele apareça no mapa de pesquisa dos seus pacientes. 

Dessa forma sua clínica fica evidenciada nas pesquisas para as pessoas nas redondezas que procuram serviços médicos como os oferecidos pelo seu consultório.

Além disso, essa ferramenta do Google permite que os pacientes entrem em contato diretamente através do perfil da clínica, facilitando sua comunicação com eles.

7. Descuidar das redes sociais

Ter um perfil no Instagram e no Facebook não é o suficiente para se fazer presente e, por muitos gestores não saberem disso, suas clínicas médicas acabam perdendo relevância, alcance e sumindo na timeline e na busca das pessoas dentro das redes sociais. 

Isso é parte da ideia que falamos sobre ser notado no meio digital. É importante investir um tempo para manter a rede social ativa através de posts, stories e demais conteúdos. 

Além disso, com esses conteúdos é possível impulsionar os posts para que cheguem em mais pessoas. O seu conteúdo, por sua vez, é o que engajará e conquistará novos pacientes.

O impulsionamento de posts é uma forma acessível de aumentar o alcance das suas postagens. Além disso, ele permite a programação para o segmento de público que você deseja que seja mais impactado com suas postagens. O que nos leva ao próximo erro:

8. Desconhecer o seu público

Evite erros de marketing em sua clínica médica | MedPlus

Formalmente essa etapa faz parte do planejamento, mas vale um tópico especial para falar apenas sobre isso, pois é algo que muitos médicos e gestores não se atentam. 

Trabalhar sem saber qual público é o foco do seu atendimento sempre é um problema. Além de afetar o preparo da sua equipe para o atendimento dos pacientes, isso dificulta a criação de estratégias de marketing assertivas para divulgar sua clínica médica.

Tomando como exemplo uma situação envolvendo o tópico anterior: se você não conhece bem qual o público da sua clínica, como programar corretamente o impulsionamento das postagens nas redes sociais?

Por isso, defina bem com qual segmento você deseja se comunicar e bole estratégias especialmente para engajá-los nas redes sociais.

9. Ter um conteúdo pobre

Pouco adianta estar presente e atuante nas redes sociais, contar com um blog com posts frequentes e ter um site todo otimizado se o conteúdo não tiver relevância. 

É ineficiente produzir conteúdos apenas por produzir, sem levar em conta o seu valor agregado, pois dificilmente seu público irá se engajar com algo que não acrescenta em nada em sua vida.

Por isso, ao se produzir conteúdo para a internet é fundamental pensar na relevância que ele terá. Essa é a base do marketing de conteúdo. 

Também é importante buscar informações e fontes confiáveis para embasar seus conteúdos, para dar credibilidade à postagem.

Se houver dedicação e seriedade na produção de conteúdos, sua clínica certamente atrairá olhares de novos pacientes e construirá uma imagem sólida e positiva perante o público.

10. Não investir em relacionamentos

O segredo para gerar engajamento é investir no relacionamento com o paciente. Portanto, mostrar distanciamento do paciente, não se comunicar corretamente com seu público e desconsiderar eventuais avaliações negativas é uma péssima estratégia de marketing para sua clínica.

Converse e interaja com seu público, seja nas mensagens e comentários do seu blog ou nas redes sociais, responda as dúvidas que receber e seja solícito. 

Seu posicionamento nesses momentos será crucial para a construção que seu cliente fará da imagem da clínica médica.

Se houver alguma avaliação negativa, peça desculpas a quem se sentiu lesado de alguma forma e trabalhe efetivamente para corrigir o problema. Assim seus pacientes e futuros pacientes verão que a clínica de fato os leva em consideração e se preocupa com o bem-estar de todos.

Conclusão

Agora você sabe reconhecer 10 erros de marketing médico que influenciam na construção da imagem e divulgação da sua clínica médica, e aprendeu também a contorná-los e melhorar suas técnicas de propaganda para conquistar ainda mais pacientes.

Você já cometeu ou ainda comete algum desses erros? Compartilhe sua experiência nos comentários, e aprenda mais sobre marketing para clínicas e consultórios com o nosso eBook:

Daiane Gobetti

Analista de Marketing
Formada em Publicidade e Propaganda, faz parte do time de Marketing da MedPlus há quase 2 anos.